"Lê tudo o que encontrares, mas não creias em tudo o que leres."

Petrus Alphonsi
(1062-1106), escritor e astrônomo espanhol.

Busca no Planeta Maebee:

Usuário:
Senha:

IP do cliente:
18.232.53.231
 



POSTs mais antigos:

Junho de 2016
Julho de 2015
Junho de 2015
Maio de 2015
Abril de 2015
Março de 2015
Fevereiro de 2015
Janeiro de 2015
Dezembro de 2014
Novembro de 2014
Outubro de 2014
Setembro de 2014
Agosto de 2014
Julho de 2014
Junho de 2014
Maio de 2014
Abril de 2014
Março de 2014
Fevereiro de 2014
Janeiro de 2014
Dezembro de 2013
Novembro de 2013
Outubro de 2013
Setembro de 2013
Agosto de 2013
Julho de 2013
Junho de 2013
Maio de 2013
Abril de 2013
Março de 2013
Fevereiro de 2013
Janeiro de 2013
Dezembro de 2012
Novembro de 2012
Outubro de 2012
Setembro de 2012
Agosto de 2012
Julho de 2012
Junho de 2012
Maio de 2012
Março de 2012
Janeiro de 2012
Dezembro de 2011
Novembro de 2011
Outubro de 2011
Setembro de 2011
Agosto de 2011
Junho de 2011
Maio de 2011
Fevereiro de 2011
Agosto de 2009
Julho de 2009
Junho de 2009
Maio de 2009
Abril de 2009
Fevereiro de 2009
Janeiro de 2009
Setembro de 2008
Julho de 2007
Junho de 2007
Maio de 2007
Abril de 2007
Março de 2007
Fevereiro de 2007
Janeiro de 2007
Dezembro de 2006
Novembro de 2006
Outubro de 2006
Setembro de 2006
Agosto de 2006
Julho de 2006
Exibindo POSTs com o tema de: histórias da vida


11 de Julho de 2015

HELLO WORLD! ESTOU DE VOLTA! :)
E depois de um longo período de tratamento, acabou.
Ainda é cedo para falar em CURA. Mas os últimos exames PET-CT demonstraram que TODO o câncer foi erradicado do meu corpo. Entretanto, como existe um risco de que volte nos próximos cinco anos, o termo correto a ser usado é REMISSÃO.
Não existem palavras para descrever tudo que aconteceu nesse período de dor, desânimo, força, solidão e, acima de tudo, esperança. O certo é que, depois desses longos 9 meses afastados de tudo e todos, estou de volta.
O desafio é agora sair da inércia que esse desvio proporcionou, e voltar a ser o ser humano que sempre quis ser.
Obrigado a todas as palavras de carinho e apoio, em todos os sentidos.
Beijo pra quem é de beijo, e abraço pra quem é de abraço...




20 de Junho de 2015

Allianz Parque.
Nada mais lindo que a nossa casa...




12 de Junho de 2015

Só o que interessa...




08 de Maio de 2015

ACABOU!!!
Terminou hoje a 12ª sessão quinzenal de quimioterapia, finalizando esta fase do tratamento para o meu - extinto - câncer de pulmão e intestino.
Também foi realizado mais um PET-CT, ultima tecnologia de diagnóstica de câncer. O resultado foi animador: NENHUM FOCO ENCONTRADO.
Oremos.




30 de Abril de 2015

E daí você acorda com seu celular travado e a RAID dos seus HDs de sistema zerada.
Do celular perdi tudo;
Da RAID, vai dar um trabalhão pra recuperar...

INFERNO, INFERNO, INFERNO!!!!





20 de Abril de 2015

Sensacional.
Hoje, na loja do Palmeiras.
E mais nada.




19 de Abril de 2015

Caiu em Itaquera já era... SQN.




26 de Março de 2015

A vida TEM de ser uma coleção de momentos únicos...

Jogadoras da Seleção do Brasil posam para fotro na cidade de Barcelos, em outubro de 2002.





15 de Março de 2015

O burguês da varanda gourmet veio pra rua! De verde amarelo, Brasil, não com as cores daquela escola de samba... Hoje é o dia da manifestação do trabalhador que trabalha! #ForaBandidos #vemprarua


Enquanto sexta-feira os "trabalhadores" receberam para passear pela paulista, fazendo barulho e atrapalhando o trânsito, a burguesia estava nos escritórios, brincando de ganhar dinheiro. Hoje, dia de descanso, a burguesia vestida de verde e amarelo, as cores do Brasil, foi pras ruas defender o seu país. #eufuidegraça #foracorrupção

15 de março de 2015. Dia da Democracia.





13 de Fevereiro de 2015

Um dia eu sonhei em desafiar a Microsoft.
Então, criei o meu próprio sistema operacional, baseado no Debian/Knoppix.
Foi uma empreitada trabalhosa, mas não se pode derrotar um gigante...




08 de Fevereiro de 2015

E terminou hoje a maratona FRIENDS, o qual eu e a Claudinha vimos todos os episódios das 10 temporadas, como já tínhamos feito com Arquivo X, tempos atrás.
Embora seja uma obra de ficção, não tem como não se apaixonar pela turma de seis amigos divertidos: Rachel Green (Jennifer Aniston), Monica Geller (Courteney Cox), Phoebe Buffay (Lisa Kudrow), Joey Tribbiani (Matt LeBlanc), Chandler Bing (Matthew Perry) e Ross Geller (David Schwimmer).
Com um pouco de lágrima nos olhos, mais uma despedida.
E, de novo, aquela sensação de que as coisas podem acabar de uma hora pra outra.




04 de Fevereiro de 2015

DIA MUNDIAL CONTRA O CÂNCER
Hoje é o dia mundial contra o câncer e recebo uma excelente notícia.
O PET-CT realizado ontem, apontou o desaparecimento de TODOS os pontos de tumor no pulmão.
Não é exatamente a cura - ainda faltam 6 sessões - mas é, sem dúvida, pra se comemorar.




11 de Janeiro de 2015

BANCO DE DADOS DO HÓQUEI EM PATINS BRASILEIRO
Continuando a ideia de que um meio de comunicação pode salvar a modalidade, o site Hóquei Brasil segue na sua missão de tornar-se um banco de dados completo do hóquei brasileiro.
Aproveitando este meu período de reclusão, terminei a parte de programação desta complexa base de dados, faltando aparar algumas pequenas arestas.
Funciona mais ou menos assim: a medida que eu vou adicionando os boletins de jogo (súmulas), o sistema vai criando links interligando eventos, fotos, reportagens, vídeos e estatísticas.
Para exemplificar o funcionamento, eu carreguei os boletins de jogo do II Campeonato Brasileiro Adulto de Hóquei Feminino, realizado há 20 anos, em 1995, criando um completo banco de dados interligado: é possível conferir as jogadoras que participaram do evento, quem marcou os gols, a classificação final e os cartões; Para além disso, é possível linkar as TAGs das fotos ou reportagens em que as jogadoras aparecem.
Uma vez terminado esta parte de programação, o sistema está pronto para receber também os dados dos jogos atuais, tornando-se uma importante fonte de consulta também para outros meios de comunicação.
Mais uma vez, acredito que o futuro da modalidade está em perpetuar seu historial, criando uma cultura para a modalidade.
Abraços e divirtam-se!
www.hoqueibrasil.com.br




01 de Janeiro de 2015

OPEN HOUSE AND OPEN YEAR!
E chega ao fim, com uma festa muito legal, na minha casa nova, esse ano tão bipolar. 2014 foi um ano MUITO estilo montanha russa.
O ano em que ficamos em dúvida entre o "não vai ter copa" e o "vai Brasil". O ano em que a euforia nacional terminou no 7-1.
O ano em que transformaram a disputa eleitoral, em uma disputa de torcedores, esquecendo do essencial e tratando política com a paixão do futebol.
O ano em que o Brasil esboçou a vontade de mudança, mas era só pelos 20 centavos.

O ano em que eu fiquei doente de verdade e descobri, em mim, a vaidade e o medo.
Um ano em o meu vídeo do Facebook não teve a menor graça.
O ano em que perdi 20Kg, um pouco de dignidade, mas ganhei um monte de palavras especiais, algumas delas que jamais esquecerei.

Um ano em que, workaholic que sou, fui "obrigado" a parar de trabalhar. O ano em que tive de abandonar a equipe que formei, à própria sorte e aprendizado forçado.

O ano que passou. Se fosse um livro, carregado de emoções.
Então, que esse 2015, seja o melhor de todos...





24 de Novembro de 2014

Novidades da coleção: na semana do aniversário dela, a minha própria Scarlett Johansson... Linda, como a original, pra contrariar Michele Gonzaga...

Quem disse que homem não brinca com boneca?





23 de Novembro de 2014

Quem me conhece um pouquinho, sabe de cor das minhas manias de perfeição. Profissionalmente, quem trabalha comigo então, sente na pele o desafio, e, espero, sempre conseguir contaminar um pouco os que me rodeiam com inspiração e produtividade.
Uma das minhas posturas com relação ao trabalho é o "surpreenda". Resume-se mais ou menos assim: depois que você terminou o que tinha de fazer, cumprindo todos os "meus" pré-requisitos básicos, pergunte-se: "dá pra surpreender"? Se NÃO, tudo bem. Mas sempre dá. Então, se SIM, surpreenda. É aqui que mora a diferença.
Vi muita gente correndo pro McDonald's atrás das miniaturas do Mario. Mas até pra montar uma coleção pra juntar poeira no cantinho da estante, é possível surpreender.
Afinal, você quer, ou não, fazer a diferença no mundo?

Especial pra Ariel de Souza, Adriana Braz e Marcelo Guedes de Souza...





16 de Novembro de 2014

CAMPEÃO INTERNACIONAL!
E depois da emocionante homenagem que os atletas fizeram pra mim, a Associação Portuguesa de Desportos ficou com o título invicto do Torneio Internacional de Hóquei "Frederico Mendes Jacques", disputado durante esta semana, em Santos, ao empatar com os argentinos do Harrods Hath y Chaves em 1-1.
Muito obrigado, também pelo clube. Depois de andar mal das pernas na administração do clube e do futebol, mais um título para a nossa querida Lusa. Mais que merecido!
Parabéns Campeões!!!




13 de Novembro de 2014

Tem coisas na vida para as quais não existem palavras...
Ontem eu elogiei em um post, no facebook, a iniciativa da CBHP - Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação em transmitir os jogos do Torneio Internacional de Hóquei "Frederico Mendes Jacques", que está sendo disputado em Santos, e termina amanhã. Desta forma, eu pude ver os jogos do esporte que tanto amo, mesmo recluso.
Hoje, os jogadores da Associação Portuguesa de Desportos fizeram uma homenagem emocionante pra mim, dentro e fora da pista. Para além de uma grande vitória sobre a Seleção dos Estados Unidos, por 6 a 4, vão disputar amanhã o jogo do título contra os argentinos do Harrods Hath y Chaves, jogando pelo empate pra ficar com o caneco.
Mesmo sendo Palmeirense de coração, a Portuguesa é a minha verdadeira casa no Hóquei em Patins. O local onde eu fui e SEMPRE serei bem recebido, e onde escrevi os capítulos mais importantes da minha história de esportista.
Hoje, vou dormir com os olhos cheios de lágrimas.
AMO MUITO TUDO ISSO.




12 de Novembro de 2014

Um distante domingo de sol e paz....
Não é apenas saudosismo, mas a prova de que a vida é incrível, pela soma de todas as pequenas coisas que nos acontecem todos os dias...




04 de Novembro de 2014

Amanhã começo mais uma etapa dessa luta: Quimioterapia.

Tou muito chateado pra falar ao telefone, receber visitas ou trocar mensagens pelo celular, Skype, WhatsApp ou Facebook.
Daí, pensei em vir aqui dar uma atualizada geral, seguindo mais a sugestão do Odair, de falar um pouco sobre tudo isso.

A minha cirurgia, inicialmente marcada pra o dia 10 de novembro, teve de ser antecipada, de emergência, pois o câncer evoluiu de uma forma que fechou o intestino. Sendo assim, eu já fui operado no dia 20 de outubro.
Por ter sido desta maneira, não foi possível fazer a cirurgia como previsto. O tumor foi removido, mas não foi possível fazer a reconstrução intestinal, e eu vou ter de conviver com uma bolsa de colostomia por vários meses.
Para além disso, houveram complicações com a anestesia pós-cirurgia que me fez sofrer muita dor, alucinações e alterou bastante a minha cabeça pra as próximas etapas.

Amanhã vou ser internado mais uma vez no Samaritano, para fazer a primeira aplicação de quimioterapia e o tal do PET-CT (PET-SCAN), ultima tecnologia de diagnóstico de câncer.
Serão aplicações quinzenais durante os próximos 6 meses...

Eu sei que depois de tudo isso eu estarei livre pra sempre (oxalá) - mas tem sido muito difícil, principalmente por causa da minha cabeça, que não está muito boa.
Mesmo com a preocupação e o apoio incansáveis das pessoas que eu mais amo no mundo, ainda transpareço tristeza e abatimento.
A maior parte do meu abatimento, vem do fato de que eu sempre achei que era bem mais forte do que realmente descubro que sou.
Por isso, tenho buscado o perdão a mim mesmo... Sei que um pouco de tempo é tudo o que preciso pra recuperar-me desta espiral. É um fantasma meu, que só eu posso derrotar.

Obrigado à TODAS as mensagens de apoio e suporte, dentre as quais algumas que me foram MUITO especiais.
Seria deselegante destacar elas dentre tantas outras, mas algumas mensagens, mesmo curtinhas, me levaram às nuvens. Mas tenho procurado ficar um pouco afastado de tudo, recluso.

Descobri um punhado de sensações na minha alma que eu desconhecia existir. Entre elas a vaidade (pasmem!), ofuscada pelas cicatrizes e a colostomia, e o medo, despertado pela dor e outros conflitos internos...
Hoje já chorei um pouco e decidi vir aqui escrever umas palavras de desabafo. Já não sou mais o mesmo - seria pretensão minha querer sair disso tudo imaculado.

Mas PROMETO que tudo vai ficar bem.

Beijo pra quem é de beijo e abraço pra quem é de abraço.
Amém.




17 de Outubro de 2014

Eu tenho câncer.
Sim, isso mesmo. Talvez eu tenha feito essa cara que você fez agora quando eu descobri. Já passei por isso, portanto.
Maligno? Sim, daqueles difíceis de digerir, lágrima aos olhos, essas coisas que nos fazem parecer mais humanos.
Já pensei em mil maneiras diferentes de dar essa notícia, mas não consegui encontrar nenhuma forma menos direta.
Então, passei da mesma forma que a recebi: sem vaselina, direto e reto.
Eu podia ter atenuado a história, usado aquela coisa de "Marcelo subiu no telhado". Mas não. Não seria eu.

Calma: como eu não preciso de noticias bombásticas pra revisar o que acontece na minha vida, nada mudou.
Continuo sendo o mesmo cara, atualmente em fase de grandes mudanças (aquela história da caixa despencando da escada, ora pra cima, ora pra baixo).
O engraçado (se é que tem algum lado engraçado nisso), é que não foi por falta de aviso. Contido das minhas emoções, sempre fui criticado por não "explodir": "um dia isso ainda vai te dar câncer", diziam. Previsível.
Mesmo assim, eu faria as mesmas escolhas e cometeria os mesmos erros que fiz até aqui.
Afinal, eu sou a soma dos livros que li, dos filmes que vi e das histórias que vivi.

Peço desculpas aos mais queridos a quem não informei antes, mas ODEIO fazer o papel de coitadinho.

Esclarecido, faço uma operação emergencial no dia 10 de novembro, às 9h da manhã, no Hospital Samaritano em São Paulo. Depois, uns 10 dias internado em recuperação e, depois, as chatas seções de quimioterapia.

Mas por favor, sem drama: eu continuo o mesmo de sempre... pra sempre!




06 de Setembro de 2014

A ultima edição da coleção Carros Inesquecíveis do Brasil, da Planeta de Agostini, (Planeta De Agostini) traz uma miniatura do Dodge Polara. Basicamente um carro popular (1973-1981) que teve poucas unidades sobreviventes na minha adolescência.
Um deles era o carro do Caetano, treinador das equipes jovens do Palmeiras.
Por ser um carro "raro", era sempre o símbolo do treinador nas piadas inventadas por nós, bulling clássico no começo dos anos 90.
Não podia deixar de vir aqui comentar.
Beijos pra todos!




16 de Agosto de 2014

Depois de uma semana de criatividade e marcenaria, terminamos o espaço BETA na loja da ANDRA, na Santa Efigênia.
É o primeiro ponto de varejo de BETA no Brasil.
A re-inauguração da loja acontece nesta segunda-feira, 18 de agosto, data também do aniversário do Sr. Carlos Rodrigues, dono da rede e um cara sensacional.





30 de Julho de 2014

Palmeiras x Fiorentina
Copa EuroAmericana 2014

Estádio Pacaembu





22 de Junho de 2014

Ninguém é feliz na plenitude.
Ás vezes me pego pensando em largar tudo. Deixar de ser o bem sucedido Diretor Comercial de uma Multinacional Italiana, pra viver uma vida mais simples. Me pego pensando em me mudar pro interior, pisar no chão de terra, não ter muito o que fazer. Penso às vezes em Sertãozinho, ir a pé para um treino de hóquei, uma de minhas paixões.
Eu nunca quis ser o chefe, mas é basicamente isso que me conduz ao topo. Porque quem busca o poder nunca o alcança. Quem busca o dinheiro, também não.
Quando eu comecei a trabalhar com a IBM, me envolvi no mundo Linux. Dentre meus estudos e pesquisas, conheci um cara sensacional. Carlos Morimoto insistia em transitar pelo anonimato, mas já era, na altura, um dos maiores nomes do país. Criador e mantenedor do Kurumin, era minha fonte de inspiração em vários projetos. Nos encontramos diversas vezes, entre São Paulo e Curitiba, mas deixamos de nos falar com nossas mudunças de foco.
Hoje descobri que, neste ano, ele largou tudo. Abandonou sua editora, seu site e todos os bens materiais - como prega a religião Hare Krishna.
Eu nunca pensei em algo tão radical assim - mas confesso que, pra além da curiosidade, fiquei com uma pontinha de inveja.
Nesse mundo doido, corrido, em que insisto em remar contra a maré, me pego cético. Confesso. Se não fosse pelos meus pupilos, Marcelo Guedes de Souza, Adriana Braz, Lucas Oliveira de Moraes e Vitor Ribeiro Araujo, eu já teria largado tudo.




08 de Junho de 2014

Fim de semana de garimpar pra coleção...




07 de Junho de 2014

Bom dia, São Paulo!
Café da manhã temático!

Drop Red Red Bikers





06 de Junho de 2014

Amistoso - Brasil 1 x 0 Sérvia

Estádio do Morumbi





30 de Maio de 2014

O lado bom do sacrifício [5]

Catussaba Resort - Salvador - Bahia





14 de Maio de 2014

BOTANICOTERAPIA
Eu falo com as minhas plantas, e perco um tempo com elas.




03 de Maio de 2014

Combo Infinito na Fest Comix, XMA e Anime! Kkkk...

Pavilhão de Exposições Imigrantes





16 de Abril de 2014


Há mais ou menos 10 anos, eu tinha meu primeiro emprego. Embora tenha me formado Engenheiro Civil, foi na informática que comecei meu diferencial.
A Planac era, até então, a maior revendedora de Computadores IBM na América Latina e tinha alguns projetos interessantes, como o PCGOL, o computador do Torcedor.
Liderados pelo incansável Jair Martinkovic, a criatividade do marketing chegou a níveis duvidosos com o PCGospel, o computador da fé.
Quem não tivesse o PCGospel em casa, também não tinha ingresso pro paraíso - tudo facilitado em até 25 vezes.
Da Bíblia eletrônica ao dízimo OnLine, fui escalado para fazer parte de marketing televisivo.
O resultado foi desastroso...




12 de Abril de 2014

Arena Pernambuco.
Campeonato Pernambucano 2014.
2a fase. Náutico x Salgueiro.




10 de Abril de 2014

Esse bafo salgado com cheiro de mar, só me faz gostar ainda mais daqui... Recife, amo você!




02 de Abril de 2014

Nem que pareça uma fiscalização dos novos estádios brasileiros...
Depois da Arena Amazonas e da Arena Grêmio, #partiu Recife.
(Quinta 10 até domingo 13)




25 de Março de 2014

No check-in da divertida TAM:
- Senhor, não será possível embarcar esses volumes no nosso avião - começa a bem qualificada atendente
- Por que não? - Eu curioso.
- Essas espumas são um risco para a aeronave. Se alguém riscar um fósforo em cima delas e jogar um pouco de gasolina, elas vão pegar fogo.
- Minha senhora - eu, espirituoso. - Se um filho da puta riscar um fósforo com gasolina dentro da porra do teu avião, tanto faz se isto é espuma ou putas, todo mundo vai morrer.

Depois do bate boca, embarquei.

As espumas, claro, ficaram no guarda volumes. Vai que alguém embarca com uma bomba, essas espumas podem derrubar o avião...

Aeroporto Internacional De Guarulhos





20 de Março de 2014

Arena do Grêmio... vale a visita!
Assim como a do Palestra, construído sem desculpas nem maracutaias...




06 de Março de 2014

Palmeiras x Portuguesa Campeonato Paulista 2014 - FPF




04 de Março de 2014

Preguiça em alto nível!

São Bento do Sapucaí





28 de Fevereiro de 2014

Daí, você vai no Extra e descobre o plágio na porta da sua casa.




18 de Fevereiro de 2014

Resolvi montar um Showroom no meu próprio carro...




08 de Fevereiro de 2014

Adoroooo ganhar brinquedo de aniversário!




22 de Janeiro de 2014

E daí, você é internado às pressas para tratar de uma infecção intestinal que atrapalha toda sua agenda minuciosamente planejada.
É a continuação recorrente (e não tratada) do susto do ano passado.
Vamos lá ver quantos dias vou ficar off....

P.S.(2015): Era câncer...





18 de Dezembro de 2013

Enquanto você lê isso, estamos trollando Lucas Oliveira de Moraes em tempo real.
Aliás, não é novidade. É nosso desporto preferido.
Nós desmontamos o cubo e trocamos uma peça de lugar - o que torna impossível sua montagem.
Enquanto isso ele tá lá... Será que alguém avisa em tempo?

P.S.: Foram 36 minutos perdidos ao todo. Pode descontar?





08 de Dezembro de 2013

Noite intelectual.
Chupa, Marcelo Guedes de Souza, tou dentro da parada.




06 de Dezembro de 2013

Missão cumprida, hoje é dia de festa!
Vamos comemorar um ano incrível!
Meu agradecimento à todos os amigos e colegas da BETA DO BRASIL!
AMO trabalhar aqui.




30 de Novembro de 2013

Muito orgulhoso pelo que os atletas do Sport Clube do Recife fizeram no Chile.
Eliminados da competição nos bastidores, repetem o stress já vivido pelas meninas da seleção do Brasil, naquele ridículo mundial de 2006.
Só que desta vez, fizeram o que elas não fizeram. Foram pra pista na hora marcada do jogo e o evento teve de ser paralisado pela confusão. Haviam 3 equipes na pista.
Eu mesmo sugeri, Deus que me perdoe, que eles se rebelassem, nem que seja pra quebrar tudo.
Porque depois, nada acontece e eles ficarão como eu, amargurado e injustiçado pro resto da vida...
Pelo Sport Tudo! #PST

Resumo da confusão de 2013: hockeypatin

A palhaçada de 2006: Hóquei Brasil




29 de Novembro de 2013

Sabe aquele dia que você acorda disposto a malhar? Pois é, eu não.
Matriculado na Academia.
Agora, pra ir malhar, são outros quinhentos...

P.S.: Depois de 6 meses, só fui duas vezes. Uma terceira pra cancelar.





28 de Novembro de 2013

Daí, vem a nossa parceira DUCATI pra me emprestar uma DIAVEL CARBON por 2 meses...
Linda! Amo mesmo trabalhar na Beta...




25 de Novembro de 2013

Beta, fornecedora oficial de ferramentas da equipe de Fórmula 1 Sahara Force India!




18 de Novembro de 2013

Confesso que fiquei irritado no começo, por não encontrar no mercado um gabinete com as dimensões do meu apartamento tamanho OVO...
Daí eu pensei: vou fazer um banheiro irrepreensível.
Prendado... ;)

Bricolagem: (do francês bricòláge) sf. Conjunto de atividades desenvolvidas para o próprio uso, dispensando a contratação de mão de obra especializada.





18 de Novembro de 2013

Pra quem ficou curioso para o resultado da foto misteriosa...
Afinal, ainda me dizem que sou um arquiteto enrustido...
Vê lá: estou mais pra pedreiro!




12 de Novembro de 2013

Inventar, criar, produzir, viver... A criatividade é a Inteligência se divertindo...




31 de Outubro de 2013

Quando eu era menor, meu sonho era ser piloto de Fórmula 1. Não aquele sonho de criança, um sonho mais maduro, sóbrio.
Numa época em que o acesso à informação era muito difícil, eu sabia de cor as frases do Senna, as curvas dos circuitos e as estatísticas de todos os anos.
Depois meus pais acabaram me convencendo que era impossível... E lá fui eu pra minha carreira de engenheiro.
Pois bem... 20 e tantos anos depois, tou eu no meio do circo.
Fornecedor oficial da Force Índia, jantar com Felipe Massa, Rush, almoço com Rubens Barrichello, amigos na Stock V8, Porsche Cup, F-Indy...
Hoje eu recebi mais de 100 ingressos pro GP do Brasil... Como se isso fosse a coisa mais normal do mundo.
Não sei se posso considerar um sonho realizado, ou se é a vida surpreendendo a gente a cada dia...
Obrigado a todos que fazem parte disso, direta ou indiretamente...Beta do Brasil, amo você demais!




27 de Outubro de 2013

A maior coleção de pinguins do... Bom, pelo menos do prédio deve ser.




21 de Outubro de 2013

Assistindo "The Walking Dead"... Agenda pra todo almoço de segunda...




19 de Outubro de 2013

Rubens Barrichelo, de rosa, em solidariedade à luta das mulheres contra o câncer de mama...
Sou seu fã Rubinho... Poucos profissionais são iguais a você!




13 de Outubro de 2013

Porta dos Fundos!

Shopping Frei Caneca.





12 de Outubro de 2013

Patins Party...

Na Roller Jam





02 de Outubro de 2013

Beta dinner... com Joaquim Leão, Lorenzo Rossi e Marcelo Guedes




23 de Setembro de 2013

Já tenho os convites para o filme RUSH.
Válido para todos os cinemas, exceto durante o fim de semana.




22 de Setembro de 2013

Obrigado, obrigado, obrigado.
Bem recepcionado no retorno de agradecimento...

Santuário de Nossa Senhora de Aparecida





21 de Setembro de 2013

Pôr do Sol em Búzios... O lado lindo do sacrifício...




21 de Setembro de 2013

Brigitte Bardot... Na brisa de Búzios...

Búzios, Rio de Janeiro





10 de Setembro de 2013

Hoje foi a pré-estreia do filme RUSH, no shopping Market Place.
A Califórnia Filmes reservou as 8 salas de cinema e estará exibindo o filme para 1.700 convidados.
A BETA participou do evento como fornecedor oficial e recebeu seus convidados pontualmente para as seções.

Cinema Shopping Market Place





08 de Setembro de 2013

Domingo na S.E.Palmeiras...
E os fabulosos Periquitos em Revista...




06 de Setembro de 2013

Van BETA semana 4

Graças a má sinalização das estradas brasileiras, as más condições do asfalto, a chuva chata e a um erro do GPS, fiz um "atalho" de 4 horas, cumprindo o trecho de 490 Kms em 12 horas.
Sono não houve - estava muito assustado pra fechar qualquer um dos olhos.
Ainda fui parado pela Polícia Federal, bati a Van num barranco pra escapar do atoleiro, parei desesperadamente centímetros antes do trecho de estrada que tinha desabado, andei quilômetros numa estrada sem saída...
Ainda dirigi 2 horas em área sem sinal de celular - sim, ainda existe isso no Brasil!
Agradecimento especial a Deus, dono de tudo, que me permitiu sair dessa enroscada inteiro, com novas histórias pra contar...




03 de Setembro de 2013

Ah, Minas... provavelmente o único lugar no mundo aonde você pode almoçar uma feijoada terça-feira...

Em Ouro Preto





03 de Setembro de 2013

Itabira, cidade de ferro...

E, claro... Cidade do Carlos Drummont de Andrade. ..
E quando você se dá conta,descobre que a pedra que tinha no meio do caminho, era um pedrisco da mineração local...




28 de Agosto de 2013

Arrumando umas coisas no meu apartamento, resolvi compartilhar somente por motivos pessoais:
Quando eu comecei a jogar hóquei a sério (1987), na antiga quadra da S.E.Palmeiras, fui presenteado pelo Guto Martins com uma camisa muito legal do Mário Guedes (Maroca).
Eu que sou filho de pernambucanos, sempre tive muito orgulho de usar as cores do meu pai, em especial do Sport e Português, já que eu também tinha uma camisa do Náutico, mas o clube não tinha hóquei na época.
Sendo assim, era uma das minhas camisas favoritas de treino...




15 de Agosto de 2013

VanBeta, interior.
Agora eu também tenho uma versão marceneiro...
Obrigado Nazareno Gomes, David Cesar Carinhas Monteiro, Lucas Oliveira de Moraes, Anderson Dimas e Marcelo Guedes de Souza...




15 de Agosto de 2013

Conduzir uma VAN equipada com um Showroom móvel da BETA não é uma tarefa tão simples...
Agora, conduzir a mesma VAN numa estrada sinuosa, à beira de um penhasco, num parque ecológico, pra quem tem medo de altura... Superação!
O vídeo está acelerado porque a velocidade média foi de 15Km/h...




14 de Agosto de 2013

Despertando a curiosidade...

Mina de Conceição - Vale do Rio Doce - Minas Gerais





14 de Agosto de 2013

Mais 300Km... VanBeta Semana 2...

Mina Córrego do Feijão - Vale do Rio Doce - Minas Gerais





07 de Agosto de 2013

Van Beta. 1.300 Km duma vez só.

Cenibra - Ipatinga - Minas Gerais





17 de Julho de 2013

Píçalas Europianas, Melecas Argentinas, Catotas Uruguaias, Píçalas inglesas...
O mundo se vira como pode em economia, desde a época dos impérios...

Coliseu, Roma, Itália





10 de Julho de 2013

Somente para os Fanáticos: Estúdio Oficial da franquia Harry Potter, da Warner.

Estúdio Warner Bros., Inglaterra





10 de Julho de 2013

Foto clássica no frio de Londres (no verão)...




09 de Julho de 2013

Soneca no pé da Torre... Zzzzz...




08 de Julho de 2013

Pôr do Sol no Arco do Triunfo...

Na Av. Champs Elysee, Paris





07 de Julho de 2013

Museu do Louvre - Paris!




05 de Julho de 2013

DIA 7
E eu que sempre me vi soberano na era da informação, encontro-me perdido entre o Inglês e o Italiano, dois idiomas que entendo bem, mas atrapalho ao me expressar.
Quando fiz o polêmico LT, durante o exercício de feedback negativo, fui taxado de várias coisas sem sentido, mais dois "covardes" me chamaram muito a atenção.
É mesmo covardia impor seu conhecimento, capacidade de assimilação e experiência de vida numa discussão sobre qualquer assunto que se domina.
É também verdade que, na média, o brasileiro tem baixa qualidade cultural... o que faz do domínio da informação uma arma.
Pois bem, pra quem sempre esteve acostumado ao destaque, entre uma fala incompreendida e outra, vou me sentindo normal, comum.
Exatamente como devo fazer se sentir tantos... É sempre bom ver o outro lado da moeda. Desculpem-me.
Aqui, sou apenas mais um.

Em Sovico, Itália





04 de Julho de 2013

Fériassss (Detalhe para o Sol de 21h)

Em frente ao Duomo de Milano - Milão - Itália





29 de Junho de 2013

Quem foi, foi... A próxima, em menos de 10 anos... por favor...

Em 7-Zé das Francesinhas - Portugal





29 de Junho de 2013

DIA 2
Depois de apanhar uma seca (tomar um chá de cadeira) monumental no Aeroporto de Lisboa, cheguei ao Porto hoje às 5 da manhã, com 24 horas de atraso.
Daí, segura coração... Já fiquei engasgado com a visita às instalações da Nortecoope, em São Mamede, e com as instalações abandonadas na Maia, onde aconteceu tanta história bonita...
E eu que sonhei várias vezes que chorava ao rever Manuel Neves, resisti bravamente ao dar-lhe um grande abraço depois de tanto tempo...
Como a greve fudeu minha agenda por completo, só me resta hoje a jantarada no 7-Zé das Francesinhas, em Valongo.
Espero quem puder aparecer... Amém




28 de Junho de 2013

À espera de uma Francesinha com o mascote da viagem, antes de MAN OF STEEL IMAX 3D.

No Shopping Colombo - Lisboa - Portugal





27 de Junho de 2013

Partiu EUROPA!
Porto-Milão-Sovico-Roma-Paris-Londres-Lisboa! Ufa!




25 de Junho de 2013

Hoje eu presenciei aquilo que odeio: 4 marginais adolescentes furtando uma loirinha no ponto de ônibus, com socos e voadoras. A menina, jogada no meio da rua por um chute covarde... Só agradeço a Deus por não ter matado os 4, que alcancei com o carro mas não tive coragem de atropelar.
Não sei se fiz o certo - provavelmente estaria encrencado agora às vésperas de viajar, mas feliz com uma justiça solitária e dolorosa pra os meliantes... que estariam soltos de novo em menos de 24 horas.
Pois bem, para aqueles que ainda são contra a redução da maioridade penal: VÃO TOMAR NO MEIO DOS SEUS CÚS. Desejo, profundamente, que vocês sofram algum tipo de violência, pra ficarem lamentando sobre a desigualdade humana e social com algum buraco na alma.




18 de Junho de 2013

Souvenirs e Troféus de uma vida patinada...




05 de Junho de 2013


Confesso que chorei revendo isso...
1997, o ano perfeito. Campeã Paulista, Brasileira, Sul-americana e Mundial.




15 de Maio de 2013

Passeio da tarde...

Museu Histórico Nacional - Rio de Janeiro





23 de Abril de 2013

Um português, um argentino, um italiano e um americano estão numa mesa ensinando um brasileiro como trabalhar no Brasil.
E não é piada.




18 de Abril de 2013

Um dia eu fiquei com medo de não poder te dar este abraço pessoalmente. Adoro você, Jeff Henry.




16 de Abril de 2013

Estande da BETA/HUNTER na Automec 2013




25 de Março de 2013

Home Office. WorkStation.




23 de Março de 2013

Windows 8, Windows XP e Debian convivendo pacificamente no mesmo mini PC ligado na TV da Sala.
Emuladores, Linuxers e, principalmente, o car***** do novo sistema da Microsoft.
Vêm comigo que vocês passam de ano...




24 de Fevereiro de 2013

Amorzinho depois de uma medicação forte na veia... "Is this real life?"

Pessoas, o Má agradece a preocupação de todos...
Ainda não sabemos o que acontece com ele... Achamos que é alguma infecção intestinal porque ele tem febre e muita dor abdominal.
Fomos no hospital ontem, mas foi a mesma coisa que nada... Amanhã ele vai no gastro e vamos ver o que ele fala... Depois mandamos mais notícias!

Claudia, pelo Facebook





14 de Fevereiro de 2013

Memória do Mundial de 2006, no Chile. Camisa autografada pelas melhores hoquistas do mundo... No detalhe, a MAIOR.




14 de Fevereiro de 2013

Medalhas e prêmios do Hóquei, Patinação de velocidade, etc...




24 de Janeiro de 2013

Momento pintor: "Marcelo Britto desenhado Claudialisa"...




23 de Dezembro de 2012

Varanda...




18 de Dezembro de 2012

Contagem de Estoque... Começou 2013... ;)




09 de Dezembro de 2012

Feliz Natal!!





23 de Novembro de 2012

A União Européia e os Estados Unidos resolveram aceitar que o Brasil exporte milho trangênico. Depois da estiagem, avaliaram que o Brasil é o único país no mundo capaz de suprir essa demanda.
Já para o salão do automóvel, é a primeira vez que vêm ao Brasil os presidentes das grandes montadoras. Depois da China, o Brasil é o maior mercado do mundo. A BMW vai montar uma fábrica em Santa Catarina.
Pois é. Apesar dos esforços do povinho e dos políticos corruptos, ninguém para o Brasil.
#OrgulhoDoTrabalho




23 de Novembro de 2012

Ahhh... Justo hoje que eu vim mais cedo...

Transito infernal na Raposo Tavares





21 de Novembro de 2012

Queria mesmo muito...




16 de Outubro de 2012

Eu que trabalho mais ou menos perto de casa, dirigindo no contra-fluxo ou de noite, só percebo que vivo numa bolha, quando tenho um compromisso fora da rotina...
Como pode alguém viver no meio do trânsito de São Paulo, levando 40 minutos pra andar cinco quarteirões?
Puxa vida, fora da bolha, eu não aguentaria 2 dias...




27 de Setembro de 2012

Meu quarto sobreviveu, mas o hotel está em ruínas.
O galpão ao lado caiu; o shopping ainda funciona, mas está alagado.
A cidade às escuras. Postes caídos na rua. Não há telefone. Não há luz. Não há ar-condicionado.
#furacãoNoPeba.

Enquanto já faz um friozinho em São Paulo, aqui no Peba, o inferno estagiando...





19 de Setembro de 2012

Nova cristaleira para os Actions, ainda bem desarrumada. Dioramas, coleções e uma pontinha de arte.




08 de Agosto de 2012

Ter o carro cercado por grevistas, ameaçado de morte num lugar esmo... Definitivamente, não tem preço.
#Parauapebas!




09 de Julho de 2012

Etna o escambau... Sou muito mais eu!




05 de Março de 2012

Windows 7x0 Marcelo





22 de Janeiro de 2012

Splendor Of The Seas...
Uma semaninha de tranquilidade antes dos desafios de 2012...




16 de Janeiro de 2012

Cheese-salada: pão de batata, hambúrguer, queijo, maionese, tomate, alface, BANANA e CANELA. Tem coisas que você só encontra no Maranhão...




16 de Dezembro de 2011

Tchau office... Obrigado, por tudo!
Meu filhote, meu projeto...
OFF...
New Office... Amanhã...




16 de Dezembro de 2011

Acima de tudo, Amigos...
Esse é o segredo...




12 de Dezembro de 2011

Este é O cara! Incrível!




08 de Dezembro de 2011

Mamãe, te amoooo... Surpresa: Árvore de natal personalizada!
Obrigado, obrigado!




07 de Dezembro de 2011

Bem vindo à Parauapebas...




27 de Novembro de 2011

Guedes, segura nosso lugar na Van que a gente já tá indo!
- Cupcakes & salgadinhos
- Hummmm...




31 de Outubro de 2011

Loves in the Air (AMO!)




08 de Julho de 2009

Eu dou o braço à torcer: acho que às vezes sou convencido.
Na época que trabalhei na Planac, fui fazer uma prova pra LPI (Linux Prefessional Institute), em Curitiba. Minha aprovação valeria alguns pontos a mais no ranking da empresa dentro da IBM. Mas eu não passei. Fiquei triste lembro disso, mais ainda quando ouvi uma frase cortante do presidente: "Foi bom você não ter passado, assim você reavalia sua humildade aqui dentro da empresa".
E é assim mesmo. Pensei. Talvez me falte humildade nos assuntos em que eu domino, mas nunca me manti longe da verdade. Desde que terminei um relacionamento encortinado pela mentira, prometi a mim mesmo que eu seria só verdade. Tenho tentado.
Pra se viver na verdade e na humildade, não se pode conviver com meias palavras. Ficar em cima do muro jamais. Ou as coisas são ou não são, não existe meio termo.
Hoje me disseram uma frase engraçada: "Você sabe que é o sonho de consumo de toda mulher". Pois bem, sei sim! E dou valor à isso! Não é convencimento ou falta de humildade. É só verdade. Por que eu não posso ter a mesma postura daquela menina linda que repudia a cantada de um caminhoneiro sem educação?
Todo mundo sabe suas características. Umas são boas, escondemos atrás de um charminho, mas outra são ruins, e tentamos desesperadamente cimentá-las detrás de uma parede de concreto, tijolo e o que mais pudermos pôr na frente.
Eu mesmo conheço muito bem as minhas, e sei bem que elas podem balançar uma mulher... Eu sou assim mesmo, resultado de tudo que vivi até aqui: carinhoso, atencioso...
Mas alto lá: isso não significa nada. Beijos não são contratos e sexo não é compromisso. Para isso existe a verdade e, pensem bem nisso, não me faço de meias palavras: minhas intenções são claras desde o primeiro minuto.
No dia que eu fizer a escolha de ter alguém do meu lado de novo, e nem sei quanto tempo isso pode demorar, vou ser direto e reto. Vou dizer as palavras mágicas e fazer minha nova aposta no prá-sempre. E então, pasmem, vem até o desejo de ser fiel...
Afinal, como disse uma amiga minha, eu também posso me apaixonar. E, quando isso acontecer, não sei se terei controle. Mas uma coisa é certa. Ela vai ser a primeira a saber. Direto e reto. Sem indiretas ou meias palavras.




25 de Junho de 2009

Quando a gente era menor, de idade, não de tamanho, a turma do último ano da faculdade era ótima. Dentre as meninas lindas (sim, elas existem na Engenharia), tinha lá a Fabi, paixão do meu amigo Cléber.
E no dia-a-dia, o Cléber se declarava pra Fabi, que o ignorava sem dó. E, querendo ou não, isso mantia a turma junta, porque cada um mantinha sua individualidade...
Eu mesmo às vezes dava uma força: "Ah Fabi, dá uma chance pra ele". E ela retrucava: "Nunca. ele não faz o meu tipo!". Por vezes até ela mesmo cedia, dava-lhe um selinho ou um abraço mais carinhoso.
E então, perto do fim do ano, num dia qualquer, fui com a Fabi na Praça da Árvore, na loja de roupas da irmã do Cléber, encontrar com ele já nem sei o motivo.
Era natal, me lembro bem, porque justo nesse dia passou na rua o caminhão da Coca-Cola, com o Papai Noel distribuindo brindes! E nós, moleques de tudo, saímos correndo pra pegar uns souvenirs. E no meio do cooper descompassado a Fabi me disse:
- Queria te contar uma coisa, mas tem de ser segredo.
- Pode confiar em mim - respondi sem pestanejar.
- Eu o Cléber estamos namorando há muito tempo.
E ela continuou correndo atrás do caminhão. Eu não. Fiquei ali parado, estático. Primeiro pensei em quantos abraços mais fortes lhe dei ou quantas piadas sem graça lhe fiz - coisas que teria facilmente evitado se soubesse que eles estavam juntos.
Depois, comecei a me achar um idiota, ali mesmo parado na rua. Sem saber como, mas eles conseguiram me enganar por tanto tempo...
Querendo ou não, depois ela me explicou o óbvio. A estranha decisão deles manterem as coisas em segredo, foi super importante pra que nos tornássemos os amigos que fomos.
No fim das contas percebo, hoje, que aquele meu sentimento todo era orgulho, deles, porque, até hoje, eles fizeram uma coisa que talvez eu nunca fosse capaz de fazer.
Eles se casaram no ano passado e eu estive lá pra prestigiar. Ano que vem vai fazer exatamente dez anos que isso tudo aconteceu. E em dez anos, outras tantas coisas aconteceram em nossas vidas que temos ficado um pouco longe.
Longe da parte física, pois constantemente me pego pensando nesse tempo maravilhoso.
E então, nunca é tarde pra dizer que os amo. Assim, exatamente como estou fazendo agora.




17 de Junho de 2009

O hóquei é um esporte fantástico. Eu mesmo, embora bastante acostumado não consigo ficar muito longe dele.
Já vivi momentos fantásticos como atleta, dirigente e treinador, alguns deles muito felizes e outros bastante doloridos. E, entre choros e risos, tiveram os que misturaram os dois.
Sempre ouvi dizer que as emoções eram muito mais difícies de controlar quando se está fora da pista. E, verdade, neste dois casos que vou contar, eu sequer estava de patins, pois eram partidas de Hóquei Feminino.
Em 2004, quando a Seleção de do Brasil foi para o Mundial da Alemanha, a preparação foi péssima. Não houve tempo de treino, e algumas jogadoras só se conheceram no aeroporto, até porque existia mesmo dúvida se iríamos ou não.
E mesmo assim fizemos um campeonato ótimo e chegamos na semifinal, onde enfrentamos Portugal, pela segunda vez consecutiva. No jogo, difícil, chegamos ao intervalo perdendo de 2-0, resultado que parecia impossível reverter.
Mas então, obra do destino e de um acalorado bate-boca das minhas jogadoras com os torcedores portugueses, o impossível aconteceu. Cheias de brio, as meninas conseguiram o acesso à final com uma vitória histórica por 4-3.
Três anos antes, em 2001, aconteceu a Taça Mundial de Clubes, em Portugal, organizado sob a asa do forte poderio econômico da Nortecoope. Em quadra, a Portuguesa, de São Paulo, enfrentava o C.D.Nortecoope, de Portugal.
Pelo C.D.Nortecoope, minha irmã desfilava toda sua classe, e iria enfrentar, pela primeira e última vez, o esquadrão que a projetou, comandada pelo pai, num jogo que valia tudo. Criador versus criatura. Passado contra presente.
O jogo terminou 3-0 para o C.D.Nortecoope, que terminou campeão do mundo. Pat fez um dos gols que afundaram a Portuguesa e, depois de marcá-lo, chorou como se uma lança a tivesse partido ao meio. Depois desse dia, nunca mais houve hóquei feminino na Lusa.
Em ambos os casos, chorei. Chorei muito, desolado, de soluçar. Chorei como chora uma criança, sozinho, jogado num canto da bancada. Chorei tanto que, até hoje, salvo pela distância do tempo, ainda escrevo essas palavras de olhos mareados.
É aquela sensação de algo que nunca mais vai se repetir. Nunca.

Quem ama o feio, bonito lhe parece.





16 de Junho de 2009

Tou cansado. Exaurido na verdade. Embora tenha tido um feriado prolongado pra repouso, terminei trabalhando mais tempo do que deveria.
Já não acho mais que sou WorkAholic, pois uma voz doce já me explicou que não passo de um HardWorker. Ontem, saí à 1h30 da manhã e antes das 8h já estava de volta.
E engraçado que em meio a este desgaste físico e mental, me lembrei de algumas sensações que não vejo há muito tempo.
Qual foi a última vez que vi alguém apaixonado, assim de verdade, pelo o homem da vida? Não lembro. A última vez que alguém tinha conversado disso comigo, foi um palavreado bem mais seco: "Você não é o homem da minha vida...".
Não me lembro também do beijo roubado e da sensação de esconder isso de todo mundo. Da preocupação do flagrante do pai, do conselho das amigas. Já não lembro tanta coisa!
Dos dilemas inocentes, dos planos de conquista e do sorriso debochado em meio lábio. Da confusão de não saber pra onde ir, de chorar sem ter motivo e de querer um abraço que não se pode ter no meio da noite.
Já sei tanto que não lembro, que se um dia deparar com isso, nem sei se vou saber reconhecer. E mesmo se reconhecer, será que vou acreditar?

Há exatos 10 anos, numa disputa de penalties, o Palmeiras sagrava-se campeão da Taça Libertadores da América de 1999. Parabéns...





15 de Junho de 2009

Tenho andado melancólico esses dias, talvez o resultado de tudo que tenho vivido. Acho que seria injusto da minha parte dizer que estou triste, mas fiquei pensativo.
O difícil é que as coisas não saem como o planejado, somente porque, nesta vida, não temos o controle sobre todas as peças.
Se for só pra ser engraçado, nesta caminhada me tornei uma pedra irresistivel. Despertei atenção de quem não imaginava e desta forma, me tornei interessante demais pra que me deixem ir em frente fazendo o tipo rolo compresssor... atropelando tudo vem pela frente e, às vezes, machucando quem está em volta.
Na verdade eu mesmo não me entendo. Ou até quando vou tentar me enganar? Às vezes eu queria sumir, outras, só me entregar. Às vezes tento dizer coisas que não me saem... e eu termino mais correndo e fugindo do que indo pra frente. Pra cumprir o que me prometi.
Talvez em outro tempo já teria aceitado o desafio, ao invés de só deixar o tempo passar. E estou falando sério. Mas tem tanta coisa envolvida... não tem como explicar.
É como se planejar ir morar um ano no Egito. E então, na última semana antes da viagem você conhece alguém mágico... E agora?
Nesta metáfora, meu Egito sou eu mesmo. Foi quando eu decidi um monte de coisas pra mim. Eu preciso desta minha vida pra ser feliz!
E nesta viagem frenética rumo ali pra frente, num momento xis eu olhei pro lado. Mas pera lá: me prometi que só olharia pra frente. Mas olhei pro lado. O meu desespero é não ter controle sobre as coisas que aparecem no caminho. É traçar o plano de um caminho reto e aparece uma flor no meio dele. Que me faz olhar pro lado...
A questão agora é saber se sou pedra o suficiente pra passar por cima da flor. Mas e se for desta vez, só desta vez, que o mundo tenha razão e que seja possível...?
Mas e aí... como fica meu Egito? Vou ver no Google Earth em qual mar vai dar esse rio...

De todas as lagrimas que chorei, de toda esperança que se esvaiu e de todo sonho que acabou, você é o meu pedido mais secreto...





12 de Junho de 2009

12 de junho, Feliz Dia do Correio Aéreo Nacional!
Esse também é o dia da independência na Rússia e das Filipinas. E o dia dos Enxadristas em São Paulo.
É também o nascimento de George H. W. Bush (1924), ex-presidente dos Estados Unidos da América, e de Anne Frank (1929), escritora holandesa que foi vítima dos nazistas.
Ah, é também o dia dos namorados, no Brasil e em ouros lugares do mundo.
Pra mim, foi só o dia de comer pão de queijo com meus queridos amigos. Todos devidamente encalhados.

E se você perder a chance de ser feliz?





25 de Maio de 2009

Essa tive de repassar, porque eu mesmo não aguentei a surpresa.
Há um tempo atrás, antes de me tornar diretor da Costa & Garcia, descobri que estava infeliz e terminei me cadastrando no site da CATHO, em busca de outras oportunidades.
Embora eu não vá aqui discutir a qualidade do serviço, poucos e-mails chegaram e, como era previsto, a maioria deles não interessava.
Mas um deles chamou a atenção, nem só pelo salário de R$6 mil: "O profissional será responsável pelo gerenciamento de equipe enxuta de informática; vivência em implantação de sistemas ERP, banco de de dados, correio interno e linguagens diversas; habilidade no trato com diversos níveis hierárquicos. Bom trânsito com executivos".
Mas então comecei a rir sozinho quando li a descrição da empresa: "Atividades de ensino trabalho e assistência judiciária para a população carcerária do estado de São Paulo". Ou seja: trabalhar no presídio.
E então o anúncio pareceu-me correto: "equipe enxuta de informática" (os ultimos devem ter morrido, ou fugiram), "linguagens diversas" (nordestino, bandidês, etc.), "habilidade no trato com diversos níveis hierárquicos" (Fernandinho Beiramar, Lau Chiu Lang, chefe do morro, gerente de trafico, etc.).
Cada uma que me aparece...




19 de Maio de 2009

GepETT0: Porque vocês dançam assim ?
N@7Y: Todo mundo dança assim !!!
GepETT0: Eu não danço assim !
aN@: Como você dança ?
GepETT0: Eu danço Tango, mas aqui não toca Tango.
aN@: Lógico que toca, você não tá ouvindo ?
GepETT0: Não !!!
aN@: Então toma mais um poquinho que você vai ouvir !!!
(DeeLigth ao fundo)
GepETT0: Seu cabelo é Lindo...
aN@: (T i r a   a   m ã o   d o   m e u   c a b e l o) Não tá vendo que tamos com nosso namorado?
GepETT0: Das três?
aN@: Nós três gostamos dele, ele é muito gostoso !
GepETT0: Eu também sou gostoso !!!!!!!
aN@: É, mas não como ele...
GepETT0: Tou só brincando contigo viu moço. Você é muito grande e eu sou fraquinho.
M@rC3lo: Tou vendo.
GepETT0: Mas meu filho não. Ele também é grande e aguenta com você.
Cl@U: Vamos pra pista gente. Isso tá igual a Bubu. Já tem até homem pro Marcelo...
Nem dá pra descrever o brilho do sorriso dessas meninas. Apaixonei.

Amo muito tudo isso.





01 de Maio de 2009

Há exatamente 15 anos atrás, um furacão passava na minha frente. Era o dia seguinte da festa de debutante de alguém muito importante na minha vida.
Era também um dia de reconciliação. Dia de fazer as pazes de uma separação delicada.
Não foi um bom dia, decididamente, embora tenha ficado em braços carinhosos toda tarde.
Foi o dia que o Senna morreu.
Já não sei se lembro do dia 1 de maio de 1994 como se fosse ontem, por causa disso, ou se lembro disso por causa do dia 1 de maio de 1994.
Me lembro que gravava todas as corridas da Fórmula 1. Comprava livros, gravava matérias, fazia estatísticas. Eu sabia mais de Fórmula 1 do que os próprios narradores da Globo, e, observador que sempre fui, conseguia corrigí-los quase sempre.
Um dia meu irmão me perguntou porque eu gravava todas as corridas, e depois terminava substituindo-as pelo resumo da noite. A resposta foi simples: "Não sei... mas imagina que, justo nesta corrida, acontece algo histórico... como o Senna morrer".
E naquele dia 1 de maio, justo naquele, eu não gravei. Não acordei cedo, não fiz o de costume. E então o Senna morreu. Morreu pra mim, morreu pro mundo, morreu pra vida. Foi triste, me senti culpado. Eu o tinha abandonado.
Foi um dia ruim pra mim, para os brasilieros e para o mundo. Senna era um herói nacional, um patrimônio da humanidade.
Somente hoje eu entendo como os canadenses veneravam Gilles Villeneuve mesmo anos após sua morte, exatamente hoje como fazemos por Senna.
Depois daquele dia, nunca mais quis saber de Fórmula 1. Guardei meus livros, minhas fitas, minhas estatísticas. Sequer tive coragem de sair para ver o caixão, que, em carro de bombeiro, passou quase na porta de casa.
E nesse dia que o herói morreu, eu também morri um pouco. Por isso, lembro perfeitamente desse 1 de maio de 1994.




08 de Fevereiro de 2009

Pode confiar. É assim que provavelmente cadastraria a comissão técnica milionária do meu Palmeiras quando perguntada das chances ao título.
Pois bem: eu mesmo estava lá pra ver Keirrison confirmar a fama de carrasco do Santos e marcar mais dois na vitória contra o peixe por 4 a 1.
Foi lindo. Desde a chuva que lavou a alma de um palestra entupido (tive de comprar ingresso do cambista) até o gol de bicicleta do novo capitão alvi-verde.
Como calculou o DataFolha, a quarta maior torcida do Brasil empurra o time de Parque Antártica para mais um título... Oxalá consigamos!
É idescritível a festa emanada das arquibancadas, em bandeiras, cantigas e coreografias. É dignificante ser verde, num mundo cada vez mais ecológico. É soberano ter uma defesa que ninguém passa e uma linha de atacante de raça. Cantemos!

Niver da Luiziane





03 de Fevereiro de 2009

Tem dias que você está no lugar errado na hora errada. Hoje, sem dúvida foi assim.
Tirando o medo, aquele irracional que te deixa com os nervos à flor da pele, transformando num ser capaz de fazer o impossível, fica aqui registrado só minha revolta com o vandalismo sem sentido que aconteceu em Paraisópolis.
Revolta contra a justiça brasileira que é a própria merda encarnada. Que tipo de reação eu teria ao ver os malandros pilhando bens que custaram tempo e dinheiro para juntar, como presenciei ao vivo e milhares de brasileiros viram pela TV?
Quem vai pagar pelos carros estragados, objetos furtados e instalações depredadas pelo simples ato de vandalismo?
Interessante se nossos famosos se aproveitassem da força de opinião pública que possuem e encampassem uma campanha para uma completa reforma no judiciário. Ao invés disso, perdem tempo posando na capa de CARAS ou partindo em defesa das idosas amigas corneadas por namorados 20 anos mais novos.
Ora, justiça, enquanto você não é reformada, a ponto de punir com rigor as contravenções e crimes, continuo com minha opinião mais polêmica: Policiais, em bandidos, nesse país, atirem pra matar. O resto é paisagem.




21 de Janeiro de 2009

No POST de ontem, não pude deixar de ser solidário com a Fabiana: as empresas ultimamente estão contratando pessoas superqualificadas para os cargos. O resultado, é quase sempre ruim para a própria empresa.
Não faz muito tempo, fui convocado pelo site da CATHO para uma entrevista de emprego na BURTI, a maior gráfica do Brasil (sic). Buscavam lá um programador sênior em PHP, para liderar uma equipe na vaga de alguém que estava se mudando da cidade. Como o salário era bastante atrativo, fui lá fazer o teste.
Confesso que fiquei surpreso. Embora já me considere um programador experiente, não consegui responder nenhuma das perguntas de um questionário que me foi solicitado. Já constrangido, esperei quase 2 horas pelo gerente de novas tecnologias (ou alguma coisa assim) que tinha se atrasado de uma corriqueira viagem aos Estados Unidos.
Eu normalmente ficaria desconfiado de um cargo que usa mais de 3 palavras para descrevê-lo, mas fui recebido mesmo assim. Lá dentro ele me disse, com todas as palavras, que eu não tinha a qualificação para a vaga: meus conhecimentos técnicos eram limitados demais. A equipe era uma excelência, incluindo um dos mantenedores do MYSQL (ou uma coisa parecida).
Eu confesso que podia ter ficado arrasado, com cara de cachorro molhado. Mas saí de lá com um sorriso irônico no canto da boca depois que ele me mostrou, como se fosse um troféu, o aplicativo que estavam desenvolvendo: um gestor de arquivos em PHP que controlava os originais da gráfica (já acho simples de fazer).
No fundo, não ter sido contratado pela Burti foi, pra mim, uma bênção. Confesso que foi só depois desse dia que percebi que não dava mais ser um empregado: seria muito mais interessante ser o consultor que me tornei. Hands On.
Num mundo em que nem as empresas sabem o que querem, sou muito mais eu.
E pra descrever meu cargo usarei só uma palavra.




21 de Maio de 2007

O sítio da Internet dedicado ao hóquei em patins http://www.mundohoquei.net/ irá disponibilizar formato vídeo a partir do próximo mês de Agosto, anunciou o responsável da estrutura, José Paulo Silva.
Segundo o mentor do projecto, o ex-treinador da selecção feminina do Brasil (Marcelo Albuquerque) está a criar uma versão melhorado do http://www.mundohoquei.net/ que irá suportar o novo formato.
«A ferramenta estará online a partir de Agosto próximo», afirmou José Paulo Silva, já entusiasmado com a abertura de novas possibilidades de contacto e interacção com os adeptos do hóquei em patins.
Para já, interessado em consolidar a posição conquistada, mostrou-se satisfeito «pela boa e ampla cobertura» do hóquei sénior, masculino e feminino. Mas disse querer mais, nomeadamente apostar na cobertura também das camadas jovens, e por isso, «a breve trecho», vai poder contar com mais alguns colaboradores jornalísticos.
Ainda sobre o conteúdo do «site», o responsável anseia por, «a prazo, poder apostar a sério na opinião», para que os problemas da modalidade sejam discutidos.
«Entendo que de momento é mais importante dar prioridade à disponibilização da informação de actualidade», vincou. E deu exemplos: foi dos primeiros a dar a notícia que Didi vai representar o Brasil no Mundial e que Pedro Mendes, o treinador do Riba d'Ave, vai orientar a selecção de Moçambique.
José Paulo Silva quer que o seu «site» seja uma pedrada no charco da modalidade.
«Há alguns dirigentes com muita qualidade, que querem que a modalidade progrida; porém a maior parte acomodou-se», referiu, crítico da classe dirigente. Culpa-a pelo facto de Portugal ter «perdido a hegemonia competitiva, a nível internacional, quer em clubes, quer em selecções».
Como incentivo para o futuro, José Paulo Silva tem o facto de ter ganho «o apoio de duas pessoas muito importantes: Paulo Baptista, o seleccionador nacional, e Luís Séneca, o director-técnico nacional».
Na frente comercial, tem «um duro caminho pela frente». Ainda terá de conquistar a confiança do universo empresarial, nomeadamente das empresas que fabricam o material do hóquei em patins.
O http://www.mundohoquei.net/ nasceu em Oliveira de Azeméis em Outubro de 2006. Tem vindo a enriquecer conteúdos e hoje já tem informações sobre a maior parte das competições hoquistas nacionais e internacionais, entrevistas, fotos e reportagens.
O seu responsável principal é um oliveirense que já jogou hóquei em patins a nível federado, que adora a modalidade e que - fruto da sua passagem pela imprensa regional - chegou a ter um blogue, a partir do qual cresceu o sonho de criar um «site» que disponibilizasse «todo um mundo de informação sobre o jogo».
«A ideia acompanhava-me há dois/três anos», disse José Paulo Silva, que acentuou sentir que havia «um défice de informação disponível».
Como não tinha dinheiro para pagar a construção de um «site», foi buscar a ajuda de dois outros amantes da modalidade: Nelson Alves, agora o seu «braço direito», e José Cerqueira, um jovem oliveirense dotado para a informática, que criou o site. Entretanto, juntou-se ao projecto Marcelo Albuquerque.

Link original: www.oazonline.com





29 de Abril de 2007

Só pra quem PODE, não pra quem QUER.

PORSCHE DAY, em Interlagos, dia 28 de abril de 2007.





22 de Abril de 2007

Não vou dizer que fiquei como o vinho, pois o tempo passou pra mim também. Já não corro como jovem, tampouco tenho fôlego pra aguentar uma partida do princípio ao fim. Mas tenho de creditar uma grande parcela de serenidade, de auto-controle e de experiência, que só a idade me trouxe.
Este é o primeiro vídeo postado neste FLOG. Ou VLOG. Ou sei lá, como quer que seja.
O que importa, é que este é um dos poucos gols que tenho registrado na carreira. Gratidão eterna, pra minha médica preferida.




21 de Abril de 2007

IN ACTION




16 de Abril de 2007

Acho engraçado a maneira como a informática já faz parte da minha vida. Pelo hóquei, já passei noites inteiras sonhando que jogava, ou mesmo que chegava atrasado e perdia a hora (já até me aconteceu uma vez de verdade), meu medo mais recorrente.
Na informática, foi, por um tempo, novidade.
A primeira vez, inesquecível. Lá ia eu há horas perdido nos labirintos do saudoso Duke Nuken 3D e, de saco cheio, fui dormir frustrado por não encontrar o acesso para o próximo nível. E não é que continuo sonhando com o jogo, percorrendo os mesmos corredores e, pasmem, encontrei, no sonho, a porta de acesso?
Tempos depois, comprei uma aceleradora Diammond Viper V550, com uma chip Riva TNT2, na, antes muito mais pirata, Santa Efigênia, só pra poder jogar o novíssimo Star Wars Episode 1.
Já nem lembro quantas vezes instalei e desinstalei o driver da placa, sem sucesso. Cansado, foi dormindo que encontrei a resposta: "Nunca mais compro uma placa que não seja PnP..."! E lá fui eu, como que despertado por um coice, configurar com sucesso a placa na BIOS ("Assign IRQ to VGA").
Hoje em dia já é comum sonhar com linhas de código, layouts e rotinas de repetição.
E por falar em Duke Nukem, foi para o natal de qual século que a 3D Realms prometeu a nova versão? isso, já nem me lembro mais...




30 de Março de 2007

Recentemente, no meu flog, publiquei um texto de Edson Marques, que circulava pela internet erroneamente creditado à Clarice Linspector (Post de 11 de março de 2007).
Acredito que muita gente tenha recebido o e-mail e tenha acreditado ser uma publicação da renomada autora. Eu mesmo acreditei, até ser alertado pelo Edson, por e-mail.
Não é dificil que um bom texto circule na internet com autoria trocada, pois parece que a obra só ganha credibilidade quando é escrito por alguém muito famoso. Besteira pura, mas realidade: é o que normalmente acontece.
Para o Edson ainda foi pior. Na campanha publicitária dos 25 anos da FIAT, gerida pela Leo Burnett com custo de R$ 8 milhões, o texto foi usado sem autorização e, pasmem, os herdeiros de Clarice Linspector embolsaram U$ 50.000 da montadora italiana.
O processo foi longo e arrastou-se por anos, mas o autor terminou vitorioso. Quem quiser ler mais sobre o assuto, pode consultar o Blog do caso. No mínimo, dá pra ter uma noção de como funciona a justiça. Quando funciona (www.mude.blogspot.com.br).
Parabéns Edson! Aqui se faz, aqui se paga.




28 de Março de 2007

Para nós, atletas, existem expressões que, dependendo da resposta, elevam ou rebaixam sua qualidade esportiva. Lembro que durante a minha transição dos juniores para a equipe principal, eram perguntas constantemente ouvidas: "Já atravessou o atlântico"? "Jogou com quem"? Expressões típicas, algumas delas poliesportivas. A expressão "já fez gol no Morumbi", por exemplo, é própria do futebol.
Já diz aquela música, quem nunca quis ser um jogador de futebol? Eu mesmo, já pensei um milhão de vezes. Se tivesse trilhado o mesmo caminho que fiz no hóquei, embora nunca tenha sido um grande jogador, talvez teria jogado na Europa, ido pra seleção, quem sabe, ter feito muito dinheiro.
E nunca me imaginei pisando no Morumbi, lotado. Mas, ironia do destino, um dia estava lá.
É impressionante como se ouve bem cada voz que grita da arquibancada, seja um palavrão ou um incentivo. E eu lá, arrumando a bola na marca do pênalti, a meta logo em frente. Dei uns passinhos pra trás, mão na cintura, típico de matador.
Não posso dizer quantos segundos demorou aquilo tudo, mas procurei ser rápido. Poucos passos, um chute e o gol. Gol de pênalti, num dos maiores do mundo.
A promoção acabou, o segundo tempo ia começar, fui saindo feliz da vida do campo. O prometido prêmio da LG nem veio: "já é uma honra você estar pisando no Morumbi", disse o promoter picareta. Tem coisas que duram segundos mas ficam marcadas pra sempre na nossa memória.
Você já fez gol no Morumbi? Eu já!




23 de Março de 2007

Uma boa máquina e um coração pulsante... Campos do Jordão, um lugar lindo... um minuto de artista... inspiração divina... o som do bondinho chegando... cabeça a mil... Foto de wallpaper! Quem disse que não posso ser o que quiser?

Foto de 26 de maio de 2006





15 de Março de 2007

Eu sempre soube das minhas qualidades de artista. Quando pequeno, já levava umas boas palmadas por rabiscar a parede. Quem sabe não tenha ceifado ali um Pablo Picasso que podia nascer dentro de mim?
Mas a liberdade de expressão, essa sim, importantíssima, parece que sempre esteve encrustrado dentro do meu coração. Polêmico, às vezes, já até fui advertido, inúmeras vezes, por entidades internacionais... mas sigo dizendo a verdade, doa a quem doer.
Já pintei quadro, já desenhei na aula, já fiz gibi, já escrevi livro, já costurei meus próprios bonecos da Marvel... Já fiz tanta coisa!
Mas hoje em dia me vejo mais voltado pra internet, aonde podemos expressar todas nossas idéias a um custo quase insignificante... Aliás, esse foi o chavão que usei neste site durante muito tempo... E espero mais outro tanto!
Viva a liberdade de expressão, de imprensa de e opnião! Ninguém tem de concordar com o outro, mas, no mínimo, tem de ter respeito pela opinião alheia. Assim, ainda construiremos um mundo cada dia melhor.




04 de Março de 2007

...Palmeiras afundou o Corinthians após vencer o clássico por 3 a 0, neste domingo, no Morumbi, com grande atuação de Edmundo (autor de dois gols) e Valdivia...

Eu bem sei que Edmundo não é exemplo pra ninguém, mas vê-lo amadurecer a cada ano (se é que isso é possível) é uma grata experiência.
Quando eu era pequeno, torcia à loucura pelo Palmeiras. ia aos jogos, vestia a camisa. Pra mim, ser Palmeirense estava acima da religião, da lógica e da razão.
Época de vacas gordas (leia-se Parmalat) e o grito de campeão preso por anos despejado pela voz do impagável José Silvério, em 1993. Evair, Edmundo, Edilson, César Sampaio, Zinho, Roberto Carlos, Velloso... não existem palavras de saudosismo!
Mas minha ida pra Portuguesa depois da decepção com a diretoria do clube, mostrou quão tênue é a linha entre o amor e ódio. Odiar o verdão era mais que obrigação! E a Lusinha, nova paixão, chegou até as finais do Brasileiro de 1996...
E então, como Edmundo, a vida nos ensina muito mais coisas. Ensina que futebol é a maravilha que é, e que o bom é pra ser admirado. E veio a máquina tricolor com o insubstituível Luis Fabiano.... o Porto com o indiscutível Deco... e tantos outros...
Embora já não tenha o mesmo coração alvi-verde de outros tempos, ainda vejo batê-lo, lá no fundo, ao ver o animal, e só ele, empenhado em fazer brilhar o manto verde-palestrino. Contra o Corinthians, então, melhor ainda.




28 de Fevereiro de 2007

Frei Antônio de Sant'Anna Galvão nasceu em Guaratinguetá, no Vale do Paraíba, entre a serra do Mar e a serra da Mantiqueira, pelos idos de 1630. Recentemente promovido pela Igreja Católica, é o primeiro Santo brasileiro.
A Canonização de Frei Galvão, sempre sobre a invocação do franciscano Santo Antônio, de quem, diz a tradição, herdou os dons e a santidade, acontecerá no estacionamento do Campo de Marte em 11 de maio de 2007, durante a visita do Papa Bento XVI ao Brasil.
Dentre "as graças alcançadas" que ajudaram o reconhecimento de Santo pela Igreja Católica, está o caso da minha vozinha, hoje já falecida, Cremilda Figueredo Martins de Albuquerque. Ela atingiu uma graça ao usar as pílulas de novena, conforme registrado num site dedicado ao santo www.saofreigalvao.com. Diz lá:
CREMILDA FIGUEIREDO ALBUQUERQUE (Recife-PE-Brasil)
Sempre nas mãos de especialistas para tratamento de dores inespecíficas, os sintomas somente desapareceram após a novena com as pílulas de Frei Galvão.
Amém.

Foto bem antiga de vovó Cremilda, também minha madrinha, com alguns de seus 7 filhos.





17 de Janeiro de 2007

Depois de 6 dias na casa mais vigiada do Brasil, Daniel Bellangero, participante do Big Brother Brasil 7, foi eliminado da disputa pelo prêmio de R$ 1 milhão.
Eu até fiz uma forcinha pro brother, clicando incessantemente naquela insuportável validação (requisito justo pra evitar que nós, infomaníacos de plantão, possam influenciar demais na decisão do povo), mas a verdade é que o esforço não foi insuficiente pra evitar que ele fosse "chutado" da casa (com negativos 72%!).
O Dani e eu nos conhecemos ainda pequenos, quando jogávamos hóquei, mas o moço terminou indo para o Hóquei In Line, aonde chegou à seleção e foi um dos símbolos das "conquistas" brasileiras nos jogos Panamericanos.
Sem a preocupação de agradar todo mundo, costumava brincar que eu era o seu ídolo, mas que, hoje, estava decepcionado com a minha ida para o show dos Periquitos em Revista. Mas por pouco tempo: empolgado com um monte de coisa que podia acontecer, disse que na próxima apresentação também estaria no elenco de patinadores.
Vou cobrar.




31 de Dezembro de 2006

31 de dezembro sempre é um dia especial. Na verdade, o dia 31 parece ser um ano inteiro.
É nesse dia mágico que me passa pela cabeça tudo que aconteceu nos outros 365 dias. Se foram ruins ou bons, é nesse dia que posso avaliar.
Em casa sempre foi dia de festa. Não só pelo aniversário da caçula, mas também pelo dia que representa. O 31 é o renovar da esperança, o renascer dos sonhos, o balanço de tudo. Das promessas de melhora, da limpeza do espírito.
Há dois anos, lembro que sentei na escada do campo e escrevi, assim mesmo, com papel e caneta, 10 metas para o novo 2005. E olha, foi quase impossível.
No ano passado, entre uma lágrima e outra (a única vez que chorei neste dia festivo) prometi que 2006 seria apenas o ano a cumprir o que não consegui do ano anterior, ou seja, sem novas promessas. Apenas a mesma lista.
Com todas as metas cumpridas (foram necessários 2 anos!), 2007, que dizem que é o ano de arrumação (o próximo só daqui 15 anos), é hora de fazer novos planos. Mas, embora a vontade seja de prometer mundos e fundos, a verdade foi uma só: Que 2007 seja um ano de paz e saúde, porque o resto nós vamos correr atrás.
FELIZ 2007 PRA TODOS!!! BEIJOS e ABRAÇOS...

Aniversário de Pat bola... Parabéns!!!





27 de Dezembro de 2006

O ano chegou ao fim numa velocidade que nem posso descrever. Parece que 2006 teve apenas uns 100 dias, mas, com certeza, foi o melhor ano da minha vida, e também o pior.
2006 foi o ano do sorriso farto e das lágrimas constantes. Da verdade absoluta e da incompreensão irracional. Da vida e da morte. Da saúde e da depressão. Do amor e do quase ódio.
2006 foi o ano do "pra sempre" e também o do "nunca mais". O ano em que o sonho morreu e depois renasceu como tinha de ser.
2006 foi um ano de reencontros, de matar as saudades, mas também foi um ano de rompimento, de me livrar de amarras que carregava há tempos.
Foi também o ano que mais me conheci, que provei o gosto do céu e do inferno, em espaço de tempo curtíssimo. Mas descobri que sou só amor e verdade, como nunca me vi antes.
Pra já, não me restam arrependimentos ou promessas por cumprir. Porque, acima de tudo, 2006 foi o ano em que eu mais vivi.




05 de Dezembro de 2006

Mais um fim de ano vai chegando, e com ele, mais um Réveillon. Ainda me lembro das promessas dos anos anteriores e das lágrimas que derramei na última passagem.
Não sei como vai ser este e também não sei se vou fazer promessas. Não sei que companhia terei, se vou rir ou chorar, muito menos onde estarei. Só sei que não passo mais de vermelho, isso é certeza!
Se fizer um balanço do que disse a mim mesmo, fico confuso. Ora sinto que todas foram completas, ora em total descumprimento, dependendo do ponto de vista.
Então não sei mais. Como tenho adotado recentemente, deixa que o tempo decide. Amém.




03 de Dezembro de 2006

Se tempos atrás alguém me dissesse que eu estaria participando do Show dos Periquitos em Revista como patinador, seria surpreendido por uma sonora gargalhada. Deixando o critério preconceito de lado, nunca fui de artes e espetáculos, tampouco adepto das fantasias carnavalescas. Sempre achei que meu negócio era suor, força e gols.
Mas a vida nos prepara algumas surpresas, enfim, agradáveis. Foi simplesmente inesquecível. Bia, Kátia, Cecília, Cláudia, Inez, Marina, Ana Paula, Gabi, Marcello, Regilson, Jean, Elton... são tantos nomes que faria uma lista enorme!
Beleza, simpatia, disposição e muita, mas muita alegria! Mas já não estou falando mais do show. É a vida, que volta a sorrir pra mim.




01 de Dezembro de 2006

Quando era menor, fiz o maternal no Jardim Escola Sabidinho. Era uma escolinha recém criada, mas em plena expansão. Continuei lá até me formar na oitava série, em 1989, quando a escola já se chamava Colégio Costa Zavagli e tinha uma estrutura respeitável.
Lembro perfeitamente que, na época, eu gostava muito de uma menina (e nem sonhava com o que era amor de verdade), mas era tímido o suficiente pra não levar isso adiante. Arrastei isso por alguns anos, até que a saída para o colegial nos afastasse pra sempre.
Neste sábado, pela manhã, o CCZ promoveu um café da manhã para os ex-alunos. Confesso, que a minha curiosidade foi enorme pra tentar saber por onde andam cada um dos meus ex-colegas de classe, e, até certo ponto, a minha queridinha da época.
Infelizmente, as notícias não foram boas. Descobri que ela morrera uns três anos antes num terrível acidente de carro na subida da serra. Fiquei triste, triste mesmo.
Mesmo que ela já não fizesse mais parte da minha vida, me fez pensar que não dá pra prever o futuro, tampouco aonde estaremos no dia de amanhã. Como diz uma das minhas músicas preferidas, é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã...
Porque, quando falamos de amor, a vida é muito curta pra esperar o momento certo.




25 de Novembro de 2006

Quando comecei a folhear o álbum de fotos da minha formatura de oitava série, notei como o tempo passa rápido. Não só por causa do número de cabelos brancos que habitam hoje a cabeça de quem aparece nas fotos, mas também pelas roupas, sorrisos e atitudes.
Eu brinquei de carrinho até o dia do meu aniversário de 15 anos. Depois decidi que ia namorar! Parece que foi ontem! Ainda me lembro o dia que passei na faculdade e de como fiquei chateado de ver o topete ser raspado com máquina zero.
Mais atrás ainda, lembro de algumas festinhas que fui quando criança... De comer no Texas Burger do recém inaugurado Shopping Eldorado, ou em ficar maravilhado com os escassos brinquedos nas prateleiras da extinta Lojas Brasileiras do Shopping Continental.
E tudo dá saudades! Pois o tempo que passa não é suficiente pra apagar os gostos, aventuras e pessoas que ficam gravadas pra sempre.




23 de Novembro de 2006

Depois do sucesso de público alcançado no show realizado na Sociedade Esportiva Palmeiras, em Agosto de 2006, o grupo PERIQUITOS EM REVISTA resolveu realizar mais QUATRO apresentações neste final de ano.
As apresentações serão realizadas nos dias 02/12 (sábado - 18:00 e 21:00) e 03/12 (domingo - 17:00 e 20:00), na própria sede da Sociedade Esportiva Palmeiras, em São Paulo, na Barra Funda.
Por ser um espetáculo beneficente, o ingresso individual será trocado por 1 Kg de alimento não perecível. A troca deverá ser efetuada ANTECIPADAMENTE, de segunda à sábado das 10h às 18h na lojinha do Palmeiras, na própria sede do clube, situada à Rua Turiassú, 1840 - Barra Funda/ Zona Oeste de São Paulo.
Venham nos prestigiar mais uma vez e por favor, ajudem-nos a divulgar o espetáculo! Contamos com a sua colaboração!!!

www.periquitosemrevista.com.br





31 de Outubro de 2006

Vida...
Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger, já dei risada quando não podia, fiz amigos eternos, amei e fui amado, mas também fui rejeitado e rejeitei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, "quebrei a cara" muitas vezes!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só pra escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)!
Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida.
Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é MUITO para ser insignificante...




29 de Outubro de 2006

Se uma foto pudesse contar uma história, essa com certeza contaria muita coisa. O personagem ainda é o mesmo, mas o cenário, completamente diferente.
Ainda sinto o cheiro da madeira típica da minha casinha em Portugal. O frio nem chegava a ser mais incômodo, pelo costume, e o aconchegante apartamento, acolhia os primeiros dias da minha independência.
Pra quem for detalhista, pode ver na tela do meu PC uma janelinha do ICQ (nossaaa... quem não tem saudades do Oh-Oh?). E nos meus cabelos, as portuguesas "madeixas", mais conhecidas aqui como "reflexo".
Naquele tempo, eu vivia a parte final de um grande sonho, exatamente o oposto de hoje, quando espero pelo renascer de um novo. Contrastando com o, ontem, fim do ideal de ter jogado na Europa, hoje, renasce a esperança do amor e, de novo, de ser uma estrela...
O que veio depois deste dia, nem um livro poderia descrever por completo. E de lá pra cá, algumas coisas mudaram bastante. Outras, permanecem iguaizinhas...




23 de Outubro de 2006

Tudo que é bom, dura tempo suficiente para ser inesquecível. Já ouvi essa frase outras tantas vezes, mas sempre que repetimos ela, parece que é dona de todos os sentidos! O campeonato não correu bem, perdemos todos os jogos, fomos últimos. Até que joguei bem, lutei, corri, fui expulso e fiz gols. Acima de tudo, vivi.
Não existem palavras que possam descrever tudo que se passou, da companhia agradável, da tristeza da derrota, da angustia do gol sofrido, do prazer do gol marcado e de tanto sorriso lindo que passou como um raio!
Dos segredos que podemos esconder uma vida inteira, tem uns que são impossíveis: o da saudade, do caráter e da vida... que é feita de pessoas maravilhosas que, às vezes, nem sonhávamos que existiam...




21 de Outubro de 2006

Acabou mais um Campeonato Brasileiro de Hóquei. Já nem sei quantos disputei até hoje, mas sem dúvida, nunca estive tão mal classificado.
Foi uma campanha pífia. 6 derrotas, 45 gols sofridos e apenas 10 marcados. Se eu disser que quase vencemos alguns jogos, pode parecer história de pescador, mas foi assim mesmo, muita luta e pouca perna. E pra cutucar, fui o artilheiro da equipe (é consolo pra alguém?).
Do que fiquei acostumado no mundial feminino, só vi aqui poucas coisas. A mais valiosa delas, a amizade, que só aparece quando convivemos mesmo com as pessoas.
Obrigado Wagner Carvalho, Bruno Silva, Alexandre Bola, Anderson Neguinho, Thiago Britto, Jorge Chileno, Gilson Silva, Givaldo Negão, Osmar Bonde, Cristian Xixi e Cléber Mau, por terem sido minha família durante 6 dias incríveis...




11 de Outubro de 2006

O ser humano é tão complicado!! Coisas que eram pra ser simples transformam-se em dramas e coisas que seriam catastróficas vemos com tanta simplicidade! É difícil entender tudo que acontece à nossa volta. Controlar então, impossível.
Eu tenho estado muito estressado ultimamente pelos acontecimentos que me rodearam nestas últimas semanas. Seja pela decepção do amor, imaculado, violentado por seus próprios personagens, ou pelo hóquei, numa histórica palhaçada esportiva.
Não sei se tenho o direito de estar assim, se estou fazendo tempestade em copo d'água. Agraciado em outros lados como no trabalho e na saúde, já ouvi dizer que essa minha postura tem afastado as energias positivas que deveriam me reerguer. Mas é nítido que tenho estado num período de mudanças ainda mais intensas, e que as emoções andam à flor da pele.
Não pude controlar quem se foi, nem as palhaçadas que houveram no Chile. E nunca vou ter o controle... seja sobre outra boca ou sobre a índole alheia dos corruptos. Desta forma, nem tudo que tenho vivido é pecado, mas sim o reflexo de um mundo caótico que eu deveria manter bem longe de mim, mas ao mesmo tempo preparado pra enfrentá-lo.
E no meio de tudo isso, só tenho de cuidar de mim. É sorrir pra vida, trabalhar naquilo que sou bom. Cumprir as promessas que fiz a mim mesmo e correr atrás da minha princesa, prá viver a vida mais feliz do mundo, independente do que andam dizendo por aí.
Porque, pra felicidade de quem me diz narcisista, com o coração puro, digo em uma só frase: Sou muito mais EU!




09 de Outubro de 2006

Fiz uma promessa em maio que não pensei que poderia cumprir. Diferente de qualquer coisa que eu tenha feito nessa vida, prometi a mim mesmo que, até 9 de outubro, só teria uma pessoa na minha vida: eu mesmo.
Sei que pode parecer complicado no começo, mas não é. Depois de tudo que aconteceu, namorar comigo mesmo era o que mais eu precisava. Não se substitui um amor por outro, como eu já disse outro dia, tampouco deve-se divertir com as pessoas erradas enquanto não aparece a certa.
Já nem lembrava mais qual o prato que eu mesmo mais gostava, tampouco meu real valor nesse mundo. Tinha esquecido das pessoas que simplesmente gostavam da minha compania e minhas músicas e filmes preferidos estavam lá esquecidos num canto.
Conheci muita gente nova por quem fiquei encantado, adicionei quem não conhecia, conversei sobre assuntos que nunca disse antes. Ouvi pensamentos novos, descobri minhas razões e pude entender melhor os meus defeitos. Me redescobri.
E neste tempo, peço desculpas às viagens que não fiz, aos encontros que não fui, à paixões que despertei e não correspondi, aos cinemas que fui sozinho e aos beijos que neguei. Quando tomei a decisão de estar comigo mesmo, tive de me portar assim, mesmo que, às vezes, eu mesmo tenha estado confuso.
Percebi o inestimável valor da verdade e da fidelidade, do sonho de ter alguém pra sempre e de respeitar meus próprios desejos.
E então, em meio ao tempo, outubro chegou. Seja por respeito ou pela situação, a promessa foi cumprida. Me sinto melhor, mais puro, sorriso no rosto. Voltei a acreditar no "pra sempre" e que o amor, que está escondidinho ali no canto, só está esperando que eu passe.
Hora de voltar a viver.




08 de Outubro de 2006

Já faz um tempo que não escrevo nesta parte do site. Também pudera, estive ocupado com problemas que nunca imaginei ter. Dormi pouco, me estressei, fiquei muito cansado. Rezei todos os dias e pedi uma luz no fim do túnel.
Embora tenhamos feito a nossa parte na pista, não é fácil ver o trabalho ir pelo ralo pelas mãos de pessoas sem escrúpulos. Queria então agradecer a incrível compania das jogadoras Brasileiras que estiveram comigo neste sofrível Campeonato Mundial de Hóquei sobre Patins.
Mesmo que tenham nos feito de palhaços, fomos a única equipe que terminou o Campeonato sem nenhuma derrota, mesmo que isso não seja consolo pra nada.
Agora vamos resolver tudo isso na justiça. Eles vão ter que pagar.
Ah, se vão!




08 de Outubro de 2006

Profile, no Orkut
O Mundial acabou, o Chile ficou pra trás e já estou de volta ao meu querido Brasil.
Não tenho palavras pra descrever o que tenho passado nestes últimos tempos, seja esportivamente, sentimentalmente ou profissionalmente.
Para os que têm me dado força, muito obrigado. Tem pessoas que nunca vão sair do meu coração, mesmo que às vezes até troquem os pés pelas mãos.
E para os abutres que aproveitaram as situações dos últimos dias pra lançar a sombra das criticas e das cornetagens, só tenho poucas palavras: vão tomar no cú.
Outubro chegou, e com ele a esperança de que tudo fica bem. Meus projetos de vida foram alcançados, minha promessa foi cumprida.
Ficar comigo mesmo durante este tempo, fez-me crescer, ficar mais maduro, respeitar o tempo das pessoas, saborear minhas próprias vontades. Me reencontrei em sorrisos, em pratos, em filmes e músicas.
Há quem diga que perdi meu tempo, mas a mim a verdade é totalmente outra. O tempo é importante pra que as coisas tenham seu real valor. É essencial pra se livrar das amarras e seguir em frente.
E nesta caminhada, às vezes acompanhado de lágrimas, conheci pessoas maravilhosas, que hoje posso chamar de amigas, sem nenhum medo. A elas, o meu enorme carinho, sem as quais não teria conseguido.
Aos que eu amo, o céu. Aos que eu adoro, a terra. O resto, não me interessa.





04 de Outubro de 2006

Casa da Moneda, Santiago, sede do governo Chileno.

Hoje eu só queria um ombro pra chorar. Aquele ombro que sinto falta, da cumplicidade, do sorriso e do carinho. Queria um abraço forte e um cafuné com jeito. Queria ouvir palavras doces de aconchego, dizer que tudo vai dar certo.
Estive na embaixada brasileira em Santiago. Pedi ajuda ao COB, no Rio de Janeiro. Falei com os advogados. Rezei. Nada adiantou. Inexplicavelmente, em meio à corrupção, documentos falsos e mentiras, fomos expulsos do Campeonato Mundial de Hóquei. É uma vergonha para o esporte, para as meninas, para o Brasil e para mim. Enfim, a justiça não venceu.
Já nem tenho mais forças pra lutar, muito menos apoio pra chorar. Hei de ser forte. Em meio a mais lamentações, já nem sei se você ainda existe. Se sim, porque não estava lá quando precisei?




02 de Outubro de 2006

Já passam das quatro da manhã e eu continuo aqui escrevendo, pensando, remoendo. Em outro país, outra cultura, outro sonho.
Esperei uma coisa deste Campeonato do Mundo e até agora não veio. Esperei sorrisos, mais humor e mais emoção. Mas a surpresa trouxe apreensão, traição, desconfiança e tristeza.
A vida é sempre assim. E é engraçado estar solteiro mas ter, neste momento, 10 mulheres lindas pra cuidar. E é por elas que tenho lutado esses dias, contra tudo e todos. Estou exausto.
O sinal da rede sem fio não sabe se fica ou se vai. Meu computador cai e reconecta inúmeras vezes. Por horas sinto frio, noutras também. O corredor, vazio, ecoa o som das teclas.
Preciso descansar. Os olhos teimam ficar abertos, preciso escrever mais. A que horas vou terminar deitando, não sei. Mas o que vou sonhar, sei de cor.




29 de Setembro de 2006

Mi Buenos Aires querida ...
Hoje me vi plantado em solo que estive há muito tempo. Tempo este que era outro, coração intacto, desafios cumpridos, sonhos realizados, a vida ainda não tinha as marcas que trago hoje comigo.
Os dias eram alegres, os desafios mais simples. O que me incomodava antes, hoje nem tem mais importância, e o que me incomoda hoje, nem sequer sonhava à época.
Buenos Aires continua linda, limpa e cheia de argentinos. E nem me importei. Nada de especial aconteceu. Ninguém me beijou, me roubou, me sorriu e talvez nem tenham me visto.
O que aconteceu aqui hoje, foi só a noção de que o tempo passou. E que a vida, sempre em constante mudança, com altos e baixos, soube cuidar muito bem de mim.




21 de Setembro de 2006

Posso considerar que tenho uma boa memória. Lembro de cada detalhe, de cada frase, de cada sentimento. Ruim mesmo só para fisionomia. Sou péssimo. Uma amiga me dizia que se passasse por mim de ponta cabeça não a reconheceria. Provável.
Mas tem rostos que eu nunca esquecerei. Aqueles que me marcaram pra sempre, que me fizeram sorrir, gritar, pular e chorar, não necessariamente nesta mesma ordem.
Lembro de tanta coisa... lembro do meu primeiro dia na faculdade, do meu primeiro dia de treino e até da única formatura que fui, a de 8a série.
Lembro de quando recebi o prêmio de "Mister prestativo" no acampamento do colégio e de quando recebi, das mãos do prefeito de São Paulo, o prêmio de melhor atleta do ano, ao lado de tantas outras estrelas do esporte brasileiro.
E desde então eu tenho sido produto de todas as minhas lembranças, experiências, desilusões e vitórias. Esse sou eu, assim mesmo, transparente como não consigo deixar de ser.
Alguém que, às vezes, cai, se machuca, fica triste e chora. Mas quando vence, comemora, como se nunca mais fosse perder.




18 de Setembro de 2006

Profile, no Orkut
Hoje foi o dia que eu morri.
Muitas coisas deixaram de ter sentido, outras só agora se fazem compreender.
Amanhã, é o primeiro dia do resto da minha vida.
Sobreviverei? Que Deus me ajude. Amém.


Se um dia, o destino nos separar para sempre e alguem perguntar quem fui, diga apenas que existi. Mas se alguém perguntar o que fiz, diga que só te amei...





12 de Setembro de 2006

Minhas princesas de patins:
Amanhã começa mais uma epópeia, um desafio, um sonho. Pra mim, pela terceira vez. Pra algumas, a contagem chega a mais que o dobro.
Cada vez mais, a inocência fica de lado em favor da experiência. As batalhas vão ficando mais duras, mas, como o vinho, o resultado torna-se cada vez mais doce.
Embora não sejamos assim tão soberanos, mesmo com números dizendo exatamente o contrário, queria dizer-lhes a maior de todas as mensagens: Independente do que aconteça no Chile, pra mim vocês são as maiores!
Brasileiras, mulheres e lindas. Campeãs.

A vida é aquilo que acontece enquanto você faz planos





11 de Setembro de 2006

Hoje fazem cinco anos do maior atentado terrorista da história. Eu sei que tenho mil outros assuntos pra escrever aqui, mas seria injusto, neste dia, não falar sobre isso.
Me lembro exatamente onde estava e fazendo o quê quando aconteceu. O meu último dia de férias em Recife era também do vôo de volta para São Paulo. O interfone tocou, e eu, meio sonolento, ouvi minha tia dizer que os Estados Unidos estava sendo bombardeado. Meus pais já tinham ido embora e, pela televisão, sozinho, acompanhei o desenrolar da tragédia... que matou milhares de pessoas e feriu os brios do mundo.
E não foram só apenas duas torres que ruíram naquele fatídico 11 de setembro. O mundo nunca mais foi o mesmo. Eu mesmo nunca o fui.
Estranho foi levantar vôo um pouco mais tarde. Acompanhei as ultimas notícias do terror na sala de check-in. E não posso negar que me passou pela cabeça que meu avião podia ser o próximo.
Enfim... (como diria alguém que conheço) esse POST é uma homenagem a todos os que perderam a vida estupidamente naquela tragédia de verão. Amém.

Faça amor, não faça guerra





08 de Setembro de 2006

Eu garanto que nunca me vi assim. Quando pequeno, sempre odiei os car-lovers, tunados ou os mais simples fanáticos. Carro, pra mim, sempre foi colocar gasolina e ir embora. Lavar então, de vez em quando.
Mas isto foi antes de comprar o meu VR6 (assim mesmo, com maíusculas). Para falar a verdade, antes eu nunca soube a real diferença entre os carros. Beleza e nome acho que eram tudo. Mas, é claro, que hoje não é mais assim.
Ter um VR6 é, antes de tudo, uma questão de estilo. Não só pela potência natural dos seus 6 cilindros em forma de "V" e os quase 200 cavalos, mas pelo que ele significa no nosso dia a dia. Pois quem passa uma eternidade preso no trânsito, que seja em alto nível.
Ter um VR6, é ser chamado de doutor quando entrega as chaves para o manobrista. É ultrapassar todos os carros da frente como se todo mundo tivesse de marcha ré (Bom, isso eu nunca faço, pois sempre ando devagarzinho...). É nunca tomar multa pelo não uso do cinto de segurança, porque o carro põe ele sozinho pra você. É poder tirar o pé do acelerador na estrada pra aproveitar a autonomia do piloto automático. É ver seus conhecidos acharem que você ganhou na loto ou simplesmente resolveu torrar todo o dinheiro em um carro.
Enfim, ter um VR6 não tem preço. Pra mim, um preço muito maior, pois fui louco o suficiente pra reformá-lo sozinho.
E quinta-feira, o prêmio. Boa companhia, boa comida e muita gasolina! Podia ter sido considerado o mais doidinho, mas o melhor Overhauling...
Obrigado à todos os membros do VR6 Club. Inesquecível. E parabéns pra mim, o novo numero 1 do site.

Se for pra ser, que seja o melhor.





07 de Setembro de 2006

Profile, no Orkut
Acho que já assisti todos os filmes em cartaz. Se não, tou quase. Talvez, obsessão.
A maioria consigo ver com a minha pipoca preferida (a doce, claro). Outros, não tem.
Enquanto uns me olham atravessado (vai cuidar da sua vida) provavelmente porque tou sozinho, outros morrem de dó. Então, que fique bem claro que não é só tristeza nesse coração...
É que hoje (ontem?) estressei. Afinal, cadê minha alma gêmea pra encostar no meu ombro?
Caraleo, onde é que vc tá escondida?


Se escuto meu coração, só ouço ele dizer seu nome. Fecho meus olhos,e só vejo você. Passo a lingua nos meus lábios e sinto sómente o seu gosto...





06 de Setembro de 2006

Hoje, foi a semana que acabou mais cedo. Uma quarta-feira com cara de sexta.
Apesar de estar comprometido até o pescoço com os projetos que vão se acumulando com a força e a seriedade da Costa & Garcia, hoje foi um dia especial. Acho que era impossível esconder o sorriso de satisfação no meu rosto, às vezes melancólico.
Ao fim de um mês de reforma, ficou pronto a expansão do novo prédio da C&G. Então, este é o primeiro POST que faço da nova sala. Uma sala todinha minha, uma nova estrutura, uma nova vida. Quando os móveis estiverem nos lugares certos, não vou esquecer de postar.
Trabalho feito, sorriso no rosto. Não vou descansar um só dia no feriado. Mesmo que seja só por refúgio, há mesmo muito trabalho a fazer. Mas hoje mereço o que existe de melhor: Cinema e Burger King! De novo.




05 de Setembro de 2006

Já é tarde, já é noite, faz muito frio.
Eu continuo em frente ao computador, mas já não há mais trabalho. O expediente já acabou, os funcionários já foram, as luzes lá de fora já se apagaram.
E eu aqui, sem vontade de levantar e ir embora, como se à espera que acontecesse alguma coisa. Que meu telefone tocasse, que meu MSN chamasse ou que meu orkut acusasse.
Já sinto um incomodo na garganta, mas nem sei quantos graus marca o termômetro. Hoje tá muito frio. Escuto as mesma músicas de sempre, embalados pelos mesmos sonhos... mas talvez sem a esperança ou a compania que sempre me confortou.
Já não sou mais o mesmo, já não sei se fico ou se vou pra casa. Mas ir, pra que? Meu cobertor tá vazio, os filmes que passam na tv não têm mais graça e a pipoca nem tem mais gosto.
E o frio vai apertando. Fecho os olhos, vou pra trás e encosto na cadeira... viajo. Penso no calor das cobertas, nos seus pés brincando com os meus... Fico mais um tempo imóvel olhando pra cima, esperando o tempo passar.
Já tou quase congelando, e, num momento rápido, pego a chave e vou embora. O computador fica ligado, a mesa bagunçada, as luzes acesas e quase esqueço de ativar o alarme. Entro no carro, mal viro a chave, engato uma e vou em frente. A vida continua.




20 de Agosto de 2006

Sexta-feira passada foi oficialmente nomeada a comissão técnica da Seleção Brasileira de Hóquei em Patins Feminino, que vai disputar o Campeonato Mundial, na primeira semana de outubro, no Chile. Como já tem acontecido nos dois últimos mundiais, estarei à frente das princesas de patins.
Embora este ano o título pareça mais difícil, quem conta com o talento e a magia das nossas atletas, sempre pode se considerar favorito.
A convocação das jogadoras, a ser divulgada nas próximas semanas, deve dividir a minha alegria com mais um monte de gente: pais, amigos e companheiros.
Sorte para todos nós. Amém.




15 de Agosto de 2006

Nem lembro quantas vozes ecoavam naquele espaço restrito. Embora o barulho fosse ensurdecedor ao ponto de ser impossível dizer qualquer coisa, podia escutar meu coração aos saltos como se estivesse preso à minha orelha.
Acho que não dá pra descrever o que senti ou que passou pela minha cabeça. É como se fosse um minuto que demorasse um ano ou um segundo que demorasse um dia.
Ginásio lotado, aos berros, Semi-final de Campeonato do Mundo Feminino, Paços de Ferreira, Portugal. Depois de uma preparação geniosa, esboçada durante duas épocas inteiras pela minha mente fértil, Brasil e Portugal chegavam empatados, sem gols, à disputa dos penalties mais inesquecível da minha vida.
O simples fato de estar ali, por si só, já era uma glória. Embora nunca tenha me destacado como jogador, sempre tive muita vocação na parte técnica e tática.
O Hóquei em Patins existe desde antes de 1900, mas nunca o Brasil conseguira consquistar uma única medalha. Já havia se passado quase um século e não existia qualquer premiação para o nosso Brasil. Nem ouro, nem prata, nem bronze.
E então mais gritos. A torcida gritando um "PORTUGAL" sincronizado e forte. Escolhas feitas, batedores candidatos a heróis ou vilões. Boca seca, coração disparado. Barulho, movimento, tensão. Oração.
Já não sei em que minuto, segundo ou espaço, Mariana faz o gol mais importante da história. Silêncio.
Pode ser que o tempo tenha parado naquele momento. Já não se ouvia uma palavra no meio da multidão. Vencemos. A felicidade era enorme. Na trasmissão ao vivo, os narradores portugueses não se continham. Eu apenas corri. Corri para abraçá-las, reverenciá-las. Naquele momento, sai-se da vida e entra-se na história. Sem a bala.




01 de Agosto de 2006

Profile, no Orkut
Tá bom, me convenceram: vou voltar a JOGAR Hóquei!
Vou disputar o Brasileiro pela Portuguesa, vou treinar a sério todos os dias, vou entrar em forma.
Vou emagrecer, vou correr muito. Vou chutar no gol e voltar pra marcar.
Vou fazer um monte de abdominal e flexão.
Vou patinar de costas, de frente e de maneira nenhuma vou ao chão.
Vou sonhar em ser artilheiro, capitão e melhor jogador.
E depois de tudo, vou acordar cedo no dia seguinte e ir trabalhar.

Ai, ai... que preguiça!


Saldo da primeira semana: Distensão do Adutor interno e lesão no menisco. Êêê... velhice!





11 de Julho de 2006

Quase nem reparei quando vi uma estrela cadente cruzando o céu. Ele estava tão limpo que quase via outro planeta.
E então que, como um filme, lembrei de tudo que vivi.
Já joguei bola na rua, no campo e dentro de casa. Já deixei meus pais de cabelo em pé e também estasiados de felicidade.
Já morei na Europa, já viajei em pensamentos e já realizei sonhos.
Já mudei de opinião, de estilo e de corte de cabelo. Já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante.
Já me emocionei com um sorriso, já sofri por amor e já fiz alguém chorar.
Já me apaixonei pela pessoa certa na hora errada e pela pessoa errada na hora certa.
Já ouvi o eco das minhas risadas numa roda de amigos em muito boa compania!!! Já fiz juras eternas que duraram 24 horas e vi sentimentos insignificantes se transformarem em eternos.
Já patinei muito, mas muito mesmo. Já caí de joelho, de costas e de bunda. Mas já fiz gols que conquistaram a torcida.
Já me peguei pensando em quem já foi ou suspirando por quem eu deixei ir embora.
Lembrei dos sorrisos lindos que se perderam no tempo, das lágrimas que me embalaram madrugadas e dos suspiros de renovação que se seguiram.
Já fui campeão inúmeras vezes, mas já perdi finais lamentáveis. Já ganhei jogo perdido e já perdi jogo ganho.
Já dormi achando que o mundo ia acabar e, no outro dia, estava tudo bem. Já duvidei de Deus e vi ele me surpreender com o impossível.
Já comi 3 Big Mac duma vez mas já dormi no escritório porque não tinha dinheiro pra ir pra casa.
Já montei a empresa dos meus sonhos mas suspirei o dia que não fui capaz de mantê-la. Já dei volta por cima, já comandei equipes, já fui exemplo de profissional.
Já varei a madrugada estudando, lendo ou conversando.
Já amei, ahhhh, como ameiiii!!!!
Me considero um abençoado sortudo!!!
Aprendi a importância do sorriso, do carinho, da compania espontânea, do suor do trabalho... e que o nosso destino é a gente que constrói.
Ainda acredito no "pra sempre" e, de todo o tempo que passou, das pessoas, dos sorrisos e das lágrimas, vejo que ainda não cheguei nem à metade.
Então que o Sol siga brilhando, porque a vida é uma só: Maravilhosa e Linda, para quem acredita que pode ser assim!!!

 




 
Marcelo Martins de Albuquerque - ©1997-2014 Todos os direitos Reservados